O que há por trás do Voto Auditável. Direita e esquerda estão nessa juntas?

, , , , , , , , , ,

De olho no Senado. Mas é preciso combinar com os eleitores

Informa o poderoso blog do Fernando Tupan que Ricardo Barros, líder do governo Bolsonaro na Câmara Federal, está de olho na disputa para o Senado. Para conseguir seu intento faria uma parceria estratégica com o governador Ratinho Jr.

Para recordar, Barros foi candidato ao Senado em 2010 e foi derrotado. Os vencedores foram Gleisi Hoffamn (PT) e Roberto Requião (MDB).

Na eleição do ano que vem será apenas uma vaga em disputa. (mais…)

, , ,

Bolsonaro venceria no Paraná. Lula ganharia no Brasil. É o que diz a última pesquisa

Quem tem medo de pesquisa Eleitoral? Antes de você encerrar o dia e abrir o vinho para aquecer nesse frio, dá uma olhada na coluna de hoje sobre a pesquisa eleitoral, no nosso canal Lugar da Fala.

A pesquisa foi feita pelo Instituto Mapa, entre os dias 18 a 20 de maio, a pedido do Grupo RIC que retransmite a TV Record no Paraná e o Grupo ND.

, , , , , , , , , ,

Cila Schuman fala sobre as eleições 2022, pesquisas e a possibilidade de uma 3ª Via

, , , , , , , ,

Podemos quer intensificar discussão política na cidade

Mesmo não tendo vencido a eleição, vários partidos estão comemorando. Entre eles o Podemos de Londrina que teve como candidato a prefeito o empresário Márcio Stamm.

Foi a primeira vez que o Podemos local teve candidato próprio e Stamm também teve sua primeira experiência como candidato a prefeito, ingressando de vez na discussão política da cidade. Aliás também foi a primeira participação política partidária da vice a advogada e empresária Fernanda Viotto. (mais…)

, , , , ,

Bolsonaro, Lula e Moro

Coluna do Carlos Brieckman

A pesquisa de agora é do PoderData: se a eleição fosse hoje, Bolsonaro iria para o segundo turno, com previsão de alcançar 41% de votos. Dois de seus adversários possíveis empatariam com ele: Lula (também 41%) e Sérgio Moro (40% a 37%, empate técnico – na última pesquisa, ambos tinham 41%). Os demais, ele venceria: Fernando Haddad, 42% a 34%; Ciro Gomes, com 15 pontos percentuais de diferença; João Doria, 13 pontos de diferença. (mais…)

, , , , , ,