Rossoni vira réu por improbidade

do blog do Tupan

G1 Paraná informa que o ex-deputado estadual e federal Valdir Rossoni (PSDB) virou réu por improbidade administrativa em uma ação civil pública ligada a Operação Quadro Negro, que investiga desvios de mais de R$ 20 milhões em obras de escolas públicas.

A denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR) foi aceita pelo juiz Luis Mauro Lindenmeyer Eche, da Comarca de União da Vitória. A decisão da Justiça é do dia 9 de abril.

De acordo com o MP, Rossoni foi o beneficiário de propina de sete licitações realizadas no município de Bituruna, na região sul do Paraná. Segundo a denúncia, o filho do ex-deputado era prefeito da cidade na época das licitações.

, , ,

Emerson Petriv recebeu do próprio veneno: mandato cassado por 14 votos a 5

Há alguns anos o SBT tinha um slogan que dizia: “Quem procura, acha aqui”.

O ex-vereador Emerson Petriv, de Londrina, tanto procurou que encontrou.

Hoje, durante uma sessão especial na Câmara que durou mais de 9 horas, o mandato dele foi cassado por 14 votos a 5. Ele é acusado de quebrar o decoro parlamentar. Além de perder o mandato, ele ficará inelegível por 8 anos.

Galeria com pouco público. Foto Assessoria da Câmara

Emerson Petriv começou sua andança política pelas mãos do ex-prefeito Antonio Belinati. Foi seu assessor de gabinete, quando este esteve na Assembleia Legislativa do Paraná. Também esteve na Codel, quando Belinati foi prefeito. Há alguns anos, foi alçado a assessor especial da presidência da Sercomtel, no governo do Barbosa Neto. (mais…)

, , , , , , , ,

Depois de 15 anos Belinati é condenado a devolver 3 milhões. Veja a sentença na integra

Do G1

O ex-prefeito de Londrina Antônio Belinati foi condenado pela 1ª Vara da Fazenda Pública a devolver mais de R$ 3 milhões aos cofres públicos em uma ação que investiga fraude em licitação de serviços de roçagem em terrenos da prefeitura, em 1998.

(mais…)

, , , ,

Pastor deputado é processado pelo Ministério Público

Do Bem Paraná/Fernando Tupan

O Ministério Público Estadual (MP/PR) entrou com processo contra o deputado estadual Pastor Edson Praczyk (PRB), a mulher dele, Rosária Tobias Praczyk e uma ex-funcionária do gabinete dele na Assembleia Legislativa, que trabalhou com ele entre 2000 e 2004. Os três são acusados de manter um esquema de contratação de funcionários “fantasmas” na Casa. (mais…)

, , , , ,