Comissão na Sercomtel a todo vapor

Atendendo a recomendação do Ministério Público do Paraná a Sercomtel após pedir a saída do ex presidente Luiz Carlos Adati, uma comissão de experts foi montada para reavaliar pela Lei das Estatais cada currículo dos seus diretores e já chegou a conclusão que Claudio Espiga, diretor técnico da Sercomtel Iluminação, não atende aos requisitos mesmo sendo aposentado da Prefeitura da UEL. A comissão, que é composta por técnicos da telefônica, concluiu que Espiga participou ativamente da campanha eleitoral do prefeito Marcelo Belinati: além das postagens de cunho político-eleitoral em sua página no facebook, o engenheiro também gravou depoimento de apoio para a TV, com imagens no canal do youtube de Marcelo Belinati (VEJA AQUI) que o indicou para o cargo. (mais…)

, , , , ,

Belinati errou e erra em não atender a Lei das Estatais na Sercomtel

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, errou ao nomear o empresário Luiz Carlos Adati para a presidência da Sercomtel.

Primeiro porque sabia que estava agindo contra a Lei das Estatais, aliás, lei que ele mesmo votou favoravelmente. Entre outras coisas a Lei das Estatais define critérios para a contratação de gestores. A ideia é reduzir os apadrinhamentos meramente políticos.

Segundo o texto da lei, o critério para as nomeações deve ser técnico e os nomes, de preferência, serão do próprio quadro da empresa. Dos conselhos, farão parte de sete a 11 membros, com mandatos de até dois anos, e um quarto deles (25%) devem ser independentes – não poderão ter vínculo com a estatal. (mais…)

, , , , ,