Advogado de Rony Alves apresenta defesa preliminar na Câmara

Afastado pela Justiça de Londrina por suposto envolvimento em um esquema para facilitar mudanças de zoneamento mediante pagamento de benefícios pouco cristãos, o vereador Rony Alves (PTB), através do seu advogado Mauricio Carneiro, protocolou a defesa prévia na Câmara.

Agora a Mesa Executiva vai analisar os argumentos e decidir se leva ao plenário para decidir se será aberta uma Comissão Processante ou se o caso será arquivado.

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Belinati se recusa a falar na Paiquerê AM quanto aumentou seu próprio IPTU

Lino Ramos
Bicho-Pau

Depois de negar a criação de um simulador para mostrar as projeções sobre os reajustes no IPTU da população de Londrina, agora o prefeito Marcelo Belinati (PP) não quer dizer quanto vai pagar (ou pagou) de Imposto Predial e Territorial Urbano.

No último sábado, Belinati participou no último sábado do Paiquerê Rádio Opinião para justificar os aumentos do imposto, que variam entre 100% e 500%.

O programa foi gravado, já que o prefeito alegou que teria uma agenda com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, marcada para o mesmo horário.

Belinati repetiu as alegações já conhecidas, de que a cidade não tem dinheiro para investimentos e que a única alternativa para o Município era aumentar o imposto.

Ao ser questionado por este repórter, escorregou feito bagre ensaboado e não respondeu a pergunta, sobre quanto pagou (ou vai pagar) de IPTU.

Se recusou a responder.

A reportagem da Paiquerê recebeu a informação de que o condomínio onde mora Marcelo Belinati (perto do Shopping Catuaí) teve um IPTU de R$ 56 mil sobre o terreno total.

Como no local haveria 55 imóveis, o imposto a ser pago pelo prefeito seria de aproximadamente R$ 1.000,00 (mil reais). Como Marcelo esconde a informação, a gente fica sem saber!

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Vereadores afastados terão dez dias para defesa prévia antes da Comissão Processante

A Mesa Diretora da Câmara de Londrina recebeu o parecer da procuradoria jurídica da Casa sobre o pedido de abertura de uma Comissão Processante contra os vereadores Rony Alves e Mário Takahashi. Ambos estão afastados da Câmara por decisão da Justiça. Segundo o parecer há elementos que justificam a abertura da CP.

Agora será aberto um prazo de dez dias para que Alves e Takahashi enviem suas defesas prévias. Depois disso o pedido será reavaliado pela Mesa e, possivelmente, votado em Plenário.

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Controlador Geral da Câmara de Londrina, a nova polêmica

Os funcionários da Câmara de Londrina estão descontentes com a contratação considerada irregular do atual Controlador Geral, Helcio dos Santos, que não é servidor efetivo do Poder Legislativo, e sim cedido pelo Executivo, o que gera conflito de interesses, uma vez que já ocupou a mesma posição comissionada na Prefeitura. (mais…)

, , , , , , , , , ,