Liberdade de Expressão e Liberdade de Imprensa: um debate que você não pode deixar de ver

Liberdade de Expressão e Liberdade de Imprensa.

Este é o tema do debate com os professores Alvaro Ferreira e o psicólogo e doutor Amador Batista. Por que as discussões estão tão acirradas e tão rasas?

Qual a influência da internet neste novo momento do País?

Veja o debate no canal do blog, comente e compartilhe.

, , , , , , , , , ,

Bolsonaro e a falta de apreço à Democracia

, , , , , ,

Facebook censura patrocínio à Marcha da Fake News

Das curiosidades do Facebook.

A rede social vetou o patrocínio do clip da Marcha da FakeNews, marchinha de carnaval bem humorada e crítica, de autoria do jornalista e compositor Marquinho Gomes.

Veja o que diz o Face:

Este anúncio não está sendo veiculado porque inclui uma imagem ou vídeo mostrando pessoas em atos sexuais implícitos ou sedutores (por exemplo, despindo-se, dançando de forma provocativa etc.). Este tipo de material caracteriza-se como conteúdo sensível…
… O que fazer agora: remova as imagens ou vídeos sexualmente sugestivos ou que contenham nudez.

Veja o clip e encontre onde estão estas cenas impróprias.

Se você encontrar alguma cena que seja pornográfica, imprópria, que ofenda a dignidade do ser humano, da família ou da propriedade, deixe seu comentário falando sobre a cena.

 

, , , , , , , , ,

Papo Reto: Um ano de Bolsonaro. Como foi pra você? Deixe seu comentário

, , , , , , , , ,

Papo Reto… ou Torto: Toffoli, o Imperador do Brasil?

, , , , , , ,

Ex-braço direito de Bolsonaro, Joice Hasselmann será ouvida na CPI da Fake News

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Da agência Senado

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as fake news vai ouvir, no próximo dia 20, a partir das 13h, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) para esclarecer declarações sobre milícias digitais feitas pela parlamentar em suas redes sociais. (mais…)

, , ,

Deputados do PSL contratam advogados e firmas fantasmas com verba pública

Farra com as verbas – PSL – foto agência Brasil

Da Revista Exame

20 dos 53 deputados do partido gastaram verba da cota parlamentar em empresas que não funcionam nos endereços registrados em notas fiscais

Brasília — Deputados federais do PSL contrataram com dinheiro público da Câmara escritórios de advocacia que também prestam serviços para eles próprios em causas particulares.

Reportagem do jornal O Estado de São Paulo identificou que, dos 19 escritórios de advocacia contratados por esses congressistas com recursos da cota parlamentar, 11 são compostos por advogados que atuam ou já atuaram em causas privadas dos deputados. (mais…)

, ,

Saudades do Queiroz? Olha ele aí gente!!!!

do UOl

Um áudio revelado pelo jornal O Globo, referente a uma conversa de Whatsapp, indica que o ex-policial Fabrício Queiroz continua tendo influência política e sendo consultado sobre nomeações no Legislativo. Há oito meses, Queiroz foi exonerado do gabinete de Flávio Bolsonaro, hoje senador e filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL). “Tem mais de 500 cargos lá, cara, na Câmara, no Senado… Pode indicar para qualquer comissão, alguma coisa, sem vincular a eles [família Bolsonaro] em nada. Vinte continho pra gente caía bem, pra c…, caía bem pra c… Não precisa vincular a um nome”, diz Queiroz, no áudio de junho deste ano. O jornal não informa a quem a gravação de voz foi destinada.

, , , ,

Tudo tão igual na política brasileira 2…

O ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antônio (PSL) (Valter Campanato/Agência Brasil)

da Veja

Polícia Federal indiciou ontem, três assessores do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), e quatro mulheres apontadas como candidatas laranjas do PSL nas eleições de 2018.

Em depoimentos ao longo das investigações, todos permaneceram em silêncio. O indiciamento foi por falsidade ideológica, aplicação irregular de verba e associação criminosa. O inquérito será agora enviado ao Ministério Público, para apresentação, ou não, de denúncia.

A investigação sobre as candidaturas de laranjas do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, começou após reportagem do jornal Folha de S.Paulo revelar a existência de um esquema que direcionou 279.000 reais em verbas públicas do partido para quatro candidatas da legenda em Minas.

As ex-candidatas indiciadas são Naftali de Oliveira Neres, Débora Gomes da Silveira, Camila Fernandes Rosa e Lilian Bernardino de Almeida. Juntas, as quatro receberam cerca de 2.100 votos. (leia mais)

, , ,

Os dois candidatos têm motivos para comemorar

À luz dos números, talvez os dois lados deveriam estar comemorando.

Bolsonaristas, pelo óbvio, vencedores da eleição com 57.797.456 votos. Como diria Lula, nunca antes na história deste País… um candidato sem tempo de rádio e televisão; com poucos recursos financeiros, praticamente sem aliados de peso, e usando quase que exclusivamente a internet, venceu a eleição. (mais…)

, , , ,

Bolsonaro x Haddad, mais uma decisão entre Coritiba e Bangu

Dias atrás li no twitter que a campanha eleitoral para a presidência este ano parece aquela final do Brasileirão de 1985 no Maracanã entre os inesperados Bangu e Coritiba. Ninguém sabe como eles chegaram lá, mas fizeram a final.

Com alguma diferença, os dois candidatos à presidência da República, Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, repetem essa disputa.

Há um ano ninguém sequer imaginaria uma decisão dessas.

Motivos não faltam. (mais…)

, , , , , ,

Câmara decide na segunda se cassa o mandato dos vereadores da ZR3

Deu ruim para os vereadores de Londrina Rony Alves (PTB) e Mário Takahashi (PV). Os dois são acusados de improbidade administrativa, de terem recebido “benefícios” para aprovar mudanças de zoneamento em áreas da cidade e agora. Alvo de denúncias no Ministério Público (Operação ZR3) e também de uma Comissão Processante na Câmara. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,