STF decide se libera candidatura avulsa para as eleições de 2018

E aí, tá a fim de ser candidato nas eleições de 2018 e não quer se filiar a algum partido? Pois bem, seus problemas podem estar com os dias contados. Amanhã o Supremo Tribunal Federal vai julgar a possibilidade de liberar as candidaturas avulsas, aquelas sem filiação partidária. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , ,

Estudo mostra que menos de 30% dos partidos renovam suas lideranças

Do Transparência Partidária

Estudo encomendado pelo Movimento Transparência Partidária apresenta panorama sobre a oxigenação de agremiações partidárias brasileiras  

O conceito de democracia não é unanimidade entre os Cientistas Políticos, mas é consensual que para o aprofundamento desse sistema haja alternância de poder. Com o objetivo de entender a média de renovação nas cúpulas dos partidos políticos brasileiros, o Movimento Transparência Partidária anuncia a publicação do estudo Oxigenação dos Partidos Políticos: Executivas e Diretórios Nacionais.

A pesquisa analisou a composição das Executivas Nacionais e dos Diretórios Nacionais de todos os partidos políticos brasileiros já registrados, em um período de dez anos (2007-2017). Entre os achados identificados pelo movimento está a baixíssima rotatividade entre lideranças da Executiva, cuja média é de 24%. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Tá insatisfeito? A renúncia pode ser o caminho

E o vereador de Londrina Jamil Janene (PP), principal aliado do prefeito Marcelo Belinati, do qual ganhou a vaga na Câmara quando este convidou dois vereadores para o primeiro escalão da Prefeitura, disse ao ex-vereador Célio Guergoleto que estaria insatisfeito na Casa de Leis. Que estaria lá para ajudar o prefeito.

Jamil Janene, na legislação passada, fez de tudo e mais um pouco para impedir que a planta de valores fosse revisada.

Agora, no governo, faz de tudo para o aumento brutal do IPTU.

Mas é aquela coisa né vereador, se V.Excia está tão insatisfeito com a Câmara e sua volta, sempre há a possibilidade de renunciar ao mandato né.

Simples assim.

 

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Quais os erros que a esquerda cometeu? Veja, a Esquerda no Divã

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Os 513 partidos do Congresso Brasileiro

Fábio Vasconcellos, O Globo

O que os parlamentares estão prestes a votar aumentará o preço da barganha política do Congresso, ou melhor, de cada parlamentar eleito em 2018

Estamos no início de 2019. Após uma acirrada disputa eleitoral, o presidente eleito começa a se movimentar para construir maioria na Câmara dos Deputados. Pouco mais de um ano antes, o Congresso havia aprovado a reforma política instituindo, entre outras mudanças, o distritão. Pela nova regra, foram eleitos os deputados mais votados em cada estado. São agora mais do que nunca, 513 “reis do voto”.

, , , , , , , ,

Stephanes Jr xinga padre de “bandidinho, marginal…”

E o deputado estadual Stephanes Jr (PSB) pisa feio no tomate, na jaca e em tudo em volta durante a discussão sobre a lei que autoriza a venda de bebida alcoolica nos estádios do Paraná.

Ele se dirige a um dos manifestantes e o xinga de bandido, como lembra o jornalista Fernando Tupan:

Stephanes disparou: “você deve ter sido comprado por alguém pra tá aí, né de azulzinho? Você é marginal, tá fazendo o que aí? Presidente, olha o marginal ali, o bandido ali… o bandidinho ali, bandido, bandido…” O problema é que o de “azulzinho” era um assessor do arcebispo de Curitiba, Dom José Antônio Peruzzo, conhecido como Padre Alex, Alexsander Cordeiro Lopes, coordenador da Ação Evangelizadora da Cúria Metropolitana. O sacerdote ficou de cara e se manifestou na conta do Facebook toda a indignação.

Veja abaixo o que escreveu o padre nas redes sociais sobre o episódio e o destempero do deputado que se diz católico. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Partido NOVO briga pelo fim do Fundo Partidário e garante que é diferente, diz Felipe Camozzato

O partido NOVO está correndo o trecho para se posicionar como realmente uma sigla diferente das demais agremiações partidárias. Uma das posturas é não aceitar o Fundo Partidário, que nada mais é do que dinheiro público para os partidos.

Em Londrina para uma palestra, o vereador Felipe Camozzato, conversou com o blog e disse que se for para avançar em algumas questões, o partido – que é recheado de profissionais liberais e empresários – faz aliança programática até com o PSOL e o PT.

, , , , ,

Álvaro Vaselina Dias vai ouvir muito dos empresários do Paraná

E o senador Álvaro Fernandes Dias

Álvaro, em seu momento meiguinho – fotodo blog amigos de Lula

(PODE) arrumou um grande enguiço com vários segmentos empresariais do Paraná.

O motivo foi a vasilinada dele em relação à Reforma Trabalhista. Em ambientes empresariais ele dizia-se favorável à Reforma.

Ontem, durante a votação, ficou ao lado da petista Gleisi Hoffmann e do pemedebista Requião votando contra a reforma.

Pois bem, que se prepare, vai ouvir poucas e boas do empresariado paranaense.

, , , , , , , , , , , , , , ,

Richa ganha parte da briga com Professores sobre episódio de 29 de abril

Informa a laboriosa equipe de comunicação do governador Beto Richa que o Ministério Público Federal arquivou representação contra ele pelo conflito ocorrido no dia 29 de abril de 2015, no Centro Cívico, em Curitiba. O pedido de arquivamento foi comunicado por meio de ofício do vice-procurador-geral da República, José Bonifácio de Andrada. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , ,

Por quê os negros participam tão pouco da Política Brasileira?

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Vereador que disse que há lobotomização na Universidade Estadual de Londrina é alvo de carta de repúdio

E o vereador Filipe Barros (PRB) de Londrina continua colecionando adversários e mais alguns inimigos. Agora um grupo de professores universitários, alunos e servidores, está organizando um abaixo assinado, aliás uma carta de repúdio (veja aqui) à escolha do vereador como representante da Câmara no Conselho Universitário da Universidade Estadual de Londrina.

Filipe Barros já se envolveu em várias polêmicas com os universitários e professores da UEL. Em uma delas disse que na UEL há alunos “lobotomizados“. VEJA AQUI

Leia o texto da Carta de Repúdio: (mais…)

, , , , , , , , , , , ,

Kireeff cria site para esclarecer sobre sua gestão

Como tinha certeza que iria levar umas tijoladas no início da atual administração, o ex-prefeito de Londrina Alexandre Kireeff, resolveu fazer uma prestação de contas para a população.

E, como é apaixonado pela internet, colocou no ar o site http://gestaokireeff.com.br/. Nele o ex-prefeito coloca, tintim por tintim o que considera as melhores ações de sua administração.

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Revelações da Operação Quadro Negro complicam a vida de Richa

Do Cícero Cattani

Segundo reportagem publicada no site deCartaCapital, o esquema, afirmam testemunhas, abasteceu a campanha do governador e de seus aliados nas últimas eleições. Agora, os investigadores querem saber como o dinheiro foi movimentado…Depois da partilha, o restante da quantia era enviado ilegalmente para fora do Brasil por meio de um doleiro, ainda não identificado. Sabe-se apenas que o homem de prenome Rui frequentemente levava dólares e euros à sede da construtora. O doleiro levaria as notas amarradas na perna e saía sempre portando uma mala.” (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

De super poderoso a foragido da justiça: Eike Batista é o novo alvo da Lava Jato

Da Folha de São Paulo

A Polícia Federal tenta cumprir desde o início da manhã desta quinta-feira (26) um mandado de prisão preventiva (sem data para terminar) contra o empresário Eike Batista. A ação faz parte da Operação Eficiência, segunda fase da Calicute, braço da Lava Jato do Rio. (mais…)

, , , , , , , , , , , , ,

Robô Rosie vigia gastos de parlamentares brasileiros. Alguns já estão devolvendo dinheiro

Olha que bacana. Um grupo de oito jovens criou um robô, batizada de Rosie – a empregada robô do desenho animado Os Jetsons – que monitora os gastos dos parlamentares. Rosie, através de um banco de dados, avalia se a despesa do parlamentar é justa ou foi alguma miguelagem.

Em apenas três meses trabalhando, Rosie  descobriu mais de 3.500 casos suspeitos envolvendo o uso da cota parlamentar por deputados federais desde 2011.

Rosie já encontrou, por exemplo, um pedido de reembolso de cervejas compradas por um deputado em um restaurante nos Estados Unidos, mesmo sendo proibido usar dinheiro público para comprar bebida alcoólica. (mais…)

, , , , , , , , , , , , ,