Colheita maldita!

Por José Maschio
O Sindicalismo brasileiro está a colher o que plantou. Depois de uma fase de lutas (na redemocratização foi vital) o sindicalismo brasileiro acomodou-se, foi cuidar do institucional de cada categoria e, aos poucos, a abandonar suas bases.
A partir do governo Lula, fez uma leitura equivocada de que era poder, não se mobilizou nem mesmo para defender as reformas sociais do lulismo (importantes, mas aquém do necessário para a transformação real do país).
E pior: nas suas estruturas internas, adotou a cartilha neoliberal, terceirizou atividades meio (Imprensa, Jurídico e etc) e imaginou (ledo engano) que teria forças para atuar pela via institucional (a eleger representantes no Congresso).
Agora, com um Congresso reacionário, a tirar conquistas dos trabalhadores, o Sindicalismo, atônito, tenta convocar greve geral sem base de sustentação.
Ou os sindicalistas fazem uma mea culpa em suas categorias e trabalhem para recuperar o tempo perdido, ou o Sindicalismo estará fadado a nem mesmo existir. Pois outras conquistas históricas dos trabalhadores irão ruir com a atual correlação de forças no Congresso.

5 comentários em “Colheita maldita!

  • 11/04/2015, 12:52 em 12:52
    Permalink

    Lula, Meneguelli e tantos outros líderes sindicalistas se beneficiaram de suas posições à frente das entidades dos trabalhadores. Enrolaram as bandeiras de luta do passado porque foram cegados pela oportunidade do enriquecimento, e assim cada um passou a cuidar do seu patrimônio pessoal/familiar. Como são, por natureza, mentirosos e enganadores, continuam com o velho discurso contra o capital, tentando ainda explorar a boa fé dos poucos trabalhadores que ainda acreditam em suas enrolações. VERGONHA!

    Resposta
  • 11/04/2015, 12:56 em 12:56
    Permalink

    Felizmente, depois da tragédia dos governos Lula/Dilma o povo brasileiro está despertando contra esses espertalhões que sempre exploraram o trabalhador em benefício próprio. E o autor do texto parece órfão e saudoso de toda essa canalhice de Lula e seus comparsas.

    Resposta
  • 12/04/2015, 01:04 em 01:04
    Permalink

    Nos últimos anos, um número significativo de empresários brasileiros cortaram empregos no Brasil e foram explorar operários da Índia, da Tailândia, do Vietnã, do Paraguai, da Malásia. Agora querem fazer o mesmo com seus conterrâneos. São esses que financiam esses deputados federais que aprovaram a terceirização e agora estão apresentando a fatura. Mas a luta continua, aliás, a luta de classes nunca acaba.

    Resposta
  • 12/04/2015, 13:34 em 13:34
    Permalink

    A CUT virou um sindicato de pelego, optou por defender Lula/Dilma e toda essa corrupção. Explora mais os trabalhadores do que os empresários.

    Resposta
  • 12/04/2015, 13:37 em 13:37
    Permalink

    Por absoluta falta de apoio, a CUT e o PT terceirizaram até as manifestações de rua. Claro que com verbas públicas. É o retrato de um sindicalismo falido e corrupto.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: