Comissão do Senado debate reconhecer o cristianismo como manifestação cultural nacional

A Comissão de Educação (CE) realiza nesta quinta-feira (21), às 10h, audiência pública interativa para discutir o projeto de lei (PL) 4.168/2021, que reconhece o cristianismo como manifestação cultural nacional. A iniciativa do debate é da senadora Damares Alves (Republicanos-DF).

“O projeto de lei é de autoria do deputado Vinicius Carvalho (Republicanos-SP). Inicialmente, é importante destacar que após realizarmos inúmeras consultas  às lideranças religiosas de influência nacional e internacional, chegamos à conclusão que inexiste um consenso sobre o tema proposto. Em virtude dessas manifestações, cabe realizarmos uma análise técnica mais aprofundada para apresentarmos sobre o tema, para construirmos um posicionamento que venha a subsidiar a decisão sobre a viabilidade do projeto legislativo ou mesmo pela sua substituição”, explica Damares, no requerimento da audiência pública (REQ 95/2023).

O debate contará com as participações, já confirmadas, do jurista, advogado e professor emérito da Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie, Ives Gandra Martins; do presidente do Instituto Brasileiro de Direito e Religião (IBDR), Thiago Rafael Oliveira; da presidente da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos (Anajure), Edna V. Zilli; e do presidente do Conselho de Educação e Cultura da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), Douglas Batista.

A CE ainda aguarda a confirmação do presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Jaime Spengler.

Fonte: Agência Senado

Compartilhe
Leia Também
Comente

5 Comments

  1. Biro

    Sou cristão e acho esse pl uma grande besteira.

  2. Campos

    Quanta bobagem essa comissão está começando a discutir depois que o filho de pastor evangélico assumiu sua presidência. Se deixar, os crentes até mudam o nome do Brasil para “Evangelistão”. É o atraso do atraso do atraso do atraso…

  3. Moriarty

    Se isso for aprovado, também seria muito justo reconhecer o candomblé e a umbanda igualmente como manifestação cultural nacional.
    E por aí vai…

  4. Glaucia

    Então, nesse caso, essa senadora anta deverá convidar todas as religiões cuja base é o cristianismo.
    Já convidaram a comunidade islâmica do Brasil, os católicos, os espíritas?
    Que gente mais inútil foi eleita para esse Congresso.
    Socorro.

  5. Paulo Travesso

    A pastora Damares da goiabeira é gênio. Considerar o cristianismo como manifestação cultural está corretíssimo mas deve ofender quem acredita que é religião. No entanto, considerá-la nacional é um exagero, se levarmos em conta suas origens judaicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios