Acusados na Publicano vão ser mesmo julgados em Londrina

E as ações da Operação Publicano começam a retornar a Londrina.

Ocorre que a Publicano havia parado porque o nome do governador Beto Richa foi citado nas investigações. Como ele tem foro privilegiado, o processo estacionou por determinação do STF.

Porém, ao analisar a questão, a ministra do Superior Tribunal de Justiça Maria Thereza de Assis Moura determinou que os demais acusados, sem foro privilegiado, sejam julgados pela 3ª Vara Criminal de Londrina.
veja abaixo:

 

3 comentários em “Acusados na Publicano vão ser mesmo julgados em Londrina

  • 07/02/2018, 15:47 em 15:47
    Permalink

    Paçoca! Não é bem assim. Aguardemos a resposta do Agravo impetrado. A ministra deliberou sem levar em conta o teor da reclamação que levou os autos ao STJ. Aguardemos.

    Resposta
  • 07/02/2018, 15:59 em 15:59
    Permalink

    Imagino o Belinati lendo este blogue… Deve dar nos nervos, paura…

    Resposta
  • 08/02/2018, 11:58 em 11:58
    Permalink

    http://www.zebeto.com.br/ladrao-4/#.WnxRCnPJ00M

    LADRÃO
    por Ambrose Bierce

    Um sincero homem de negócios.

    Conta-se que Voltaire, junto a um companheiro de viagem, alojou-se certa noite em uma pousada à beira da estrada. O entorno era sugestivo e após a ceia eles concordaram em contar histórias de ladrões, um após o outro. “Houve uma vez um Arrecadador Geral de Impostos.” Tendo parado nesse ponto, foi incentivado a continuar. “Essa”, disse ele, “é a história”.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: