Adati se enquadra na lei das estatais e pode comandar Sercomtel, diz assessoria

Informa a assessoria de comunicação da telefônica Sercomtel, de Londrina, que o empresário Luiz Adati, que será empossado presidente da empresa na terça-feira, se enquadra nas exigências da nova lei das estatais. Conforme a assessoria jurídica da Sercomtel, que analisou a lei, Adati, por já ter comandado uma empresa com mais de 500 funcionários – a Sercomtel tem cerca de 450 – está apto a dirigir a telefônica.

18 comentários em “Adati se enquadra na lei das estatais e pode comandar Sercomtel, diz assessoria

  • 15/01/2017, 11:57 em 11:57
    Permalink

    Quantos terceirizados na empresa do Adati?
    Quantos processos trabalhistas nas empresas estacionamentos do grupo Estacenter Adati?
    Cadê o sindicato dos trabalhadores que nada opina, nem na Sercomtel, Sinttel?
    Vai dar chabu.
    Beto Adati era o cara e foi substituído pelo irmão estacenter man.

    Resposta
  • 15/01/2017, 12:40 em 12:40
    Permalink

    Não é bem isso que diz a Lei. Melhor essa comissão de avaliação preparar o lombo.
    Lei 13.303/2016
    Art. 17. Os membros do Conselho de Administração e os indicados para os cargos de diretor, inclusive presidente, diretor-geral e diretor-presidente, serão escolhidos entre cidadãos de reputação ilibada e de notório conhecimento, devendo ser atendidos, alternativamente, um dos requisitos das alíneas “a”, “b” e “c” do inciso I e, cumulativamente, os requisitos dos incisos II e III:

    I – ter experiência profissional de, no mínimo:

    a) 10 (dez) anos, no setor público ou privado, “na área de atuação da empresa pública ou da sociedade de economia mista ou em área conexa” àquela para a qual forem indicados em função de direção superior; ou

    b) 4 (quatro) anos ocupando pelo menos um dos seguintes cargos:

    1. cargo de direção ou de chefia superior em empresa de porte ou objeto social semelhante ao da empresa pública ou da sociedade de economia mista, entendendo-se como cargo de chefia superior aquele situado nos 2 (dois) níveis hierárquicos não estatutários mais altos da empresa;

    2. cargo em comissão ou função de confiança equivalente a DAS-4 ou superior, no setor público;

    3. cargo de docente ou de pesquisador em áreas de atuação da empresa pública ou da sociedade de economia mista;

    c) 4 (quatro) anos de experiência como profissional liberal em atividade direta ou indiretamente vinculada à área de atuação da empresa pública ou sociedade de economia mista;

    II – ter formação acadêmica compatível com o cargo para o qual foi indicado; e

    III – não se enquadrar nas hipóteses de inelegibilidade previstas nas alíneas do inciso I do caput do art. 1o da Lei Complementar no 64, de 18 de maio de 1990, com as alterações introduzidas pela Lei Complementar no 135, de 4 de junho de 2010.

    Resposta
  • 15/01/2017, 13:40 em 13:40
    Permalink

    Absurdo, conhece de fast food, estacionamento, nada de telecomunicações. Mais trabalho para o Ministério Público, pelo amor de ADEUS, Afinal, lei e para quê??? Gostaria que os procuradores públicos se manifestassem, pois a posse está marca da a para terça-feirafeira. Alô boca aberta, vai semanifestar?????

    Resposta
  • 15/01/2017, 14:23 em 14:23
    Permalink

    Adati, se a assessoria for do Guilherme Casado, fique c um pé atrás, pois foi dele o parecer que poderia demitir servidores com estabilidade, que entraram com ações trabalhistas e estão sendo reintegrados. Dizem que a ação do Régis está em R$ 700 mil, com possibilidade de bloqueio nas contas. A Sayuri já voltou, e tem muitos outros que vão retornar. E veja o SINISMO que ouvirão do ex-presidente, que esta na hora de fazer novas demissões. Não é a toa que ele está nos correios. E a questão é a seguinte, o administrador faz “MERDA” e não é punido.

    Resposta
  • 15/01/2017, 14:39 em 14:39
    Permalink

    Dr Sérgio Moro de Londrina, será que teremos que desenhar para que o povo entenda a Nova Lei? A Lei é clara. Por quê insistem em ignora-la??????? O que de fato está por trás disso tudo??????

    Resposta
  • 16/01/2017, 00:59 em 00:59
    Permalink

    O Bonecão de Olinda junto da dupla Carequinha fofinho e Barbudinho afeminado que pensam, escolhem e governam pelo distante Marcelinho Belinati vão arrasta-lo para uma fria gigantesca a exemplo do que a dupla Gordinho bariátrico e Baixotinho tagarela arrastaram o ex-alcaíde cassado Barbosa Neto.
    Ah! Pobre Londrina, como tem eleitor otário neste pobre vilarejo…

    Resposta
  • 16/01/2017, 09:56 em 09:56
    Permalink

    Falam para a assessoria jurídica preparar o lombo, porém não sabem que quem toma a decisão final é o conselho de administração que tem poderes para nomear o Presidente.

    Resposta
  • 16/01/2017, 14:42 em 14:42
    Permalink

    Ze do Milho agora vc nos pegou, conta quem e o Barbudinho afeminado, que Adati vai ser uma porcaria , até meus cachorros sabem, agora o Barbudinho afeminado, ja abriu até bolsa de aposta e estão pagando mil , por um, trinta e dois barbudinhos ja foram relatdados na cornetagem, tem cara comendo abelha de raiva, por ser incluido na trupe….

    Resposta
  • 16/01/2017, 14:45 em 14:45
    Permalink

    Amanhã iremos dar as dicas sobre o BARBUDINHO AFEMINADO, esperem até amanhã.

    Resposta
  • 16/01/2017, 14:53 em 14:53
    Permalink

    Esta chovendo pedidos de informação, sobre um tal Barbudinho Afeminado, em nossos arquivos.
    Para os que precisarem tbem estamos vendendo prestobarba.
    A Gerencia

    Resposta
  • 16/01/2017, 16:13 em 16:13
    Permalink

    Se o Prefeito fizesse um chamamento público, certamente encontraria nomes que atendem a lei. Além dos próprios servidores, diga-se de passagem, muitos com Mestrado e Doutorado na área. Londrina é reduto de aposentados do setor, só para citar um nome, o Marco David, que foi gerente da TELESP e Diretor de Estratégia da VIVO, um expert da área.

    Resposta
  • 16/01/2017, 16:21 em 16:21
    Permalink

    Ah! E Sim! Muitos executivos do setor topariam o desafio. Tem muito ex-diretor e ex-vice presidente das multinacionais que viriam pra Sercomtel, primeiro pela qualidade de vida proporcionada por Londrina, segundo porque viriam com sangue nos olhos pra transformar a empresa e fazer uma saída para uma empresa maior!

    Resposta
  • 16/01/2017, 18:53 em 18:53
    Permalink

    Adati Itada.
    Vem daí o paradoxo.
    Vem aí o novo governo realizador.

    Resposta
  • 16/01/2017, 22:17 em 22:17
    Permalink

    Rumores consistentes dizem que a Sercomtel será a CASA ADATI. Porque a CASA ADATI. Simples, Adati levará uma equipe paralela, o que Adati precisa saber é que a Sercomtel possui servidores altamente qualificados. Nós conhecemos telecomunicações. Adati quer ter um gabinete paralelo. Os servidores de carreira não levarão desaforos de ASPONES. Shadow Cabinet só na Inglaterra. Ministério Público atenção à criação de cargos de livre nomeação e exoneração, especialmente, aqueles que se relacionem com o Marketing e à Comunicação.

    Resposta
  • 18/01/2017, 07:32 em 07:32
    Permalink

    Quem deveria voltar para Sercomtel é o engenheiro da Copel Sérgio Milani, como diretor ou até mesmo como presidente. O rapaz quando esteve à frente da Diretoria no passado causou uma verdadeira revolução, fechou as empresas que há anos causavam problemas para a Sercomtel e reestruturou a Ask. Profissional de carreira da Copel e muito competente, além disso, certamente se enquadra na nova lei. Certamente iria deixar muito servidor de cabelo em pé pelo nível de cobrança e visão de futuro para o negócio.

    Resposta
  • 18/01/2017, 16:28 em 16:28
    Permalink

    Quem fez o comentário anterior? É o carioqueissss Williiiisssssss, amigão do Milani. Tà SE achando?

    Resposta
  • 18/01/2017, 16:31 em 16:31
    Permalink

    E aí Ze do milho, quem É o afeminado????? TAMO CURIOSO!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: