Escola sem partido

do El País

O projeto Escola Sem Partido não vingou, por ora, como lei nacional. Mas em algumas cidades, o programa, que prega o fim de uma proposta de “doutrinação de esquerda” dentro dos centros de ensino, já é uma realidade na rotina de docentes. É o caso da professora de inglês Virginia Ferreira, de 58 anos, de Vinhedo, interior de São Paulo e berço do Movimento Brasil Livre (MBL). Ela sofreu um processo administrativo por falar sobre feminismo e violência contra as mulheres em sala de aula no ano passado.

6 comentários em “Escola sem partido

    • 18/02/2020, 21:22 em 21:22
      Permalink

      Atenção, Tunda! Seu link não tem nada a ver com o post. Mas o seu link tá com cara de ser propaganda do Belinati e do Álvaro Dias. Rsrsrsrsrs

      Resposta
      • 19/02/2020, 10:17 em 10:17
        Permalink

        Atenção Rafael. O posto quer dizer que é tudo farinha do mesmo saco…

        Resposta
      • 19/02/2020, 10:18 em 10:18
        Permalink

        Desde quando postar um candidato ao lado de um politíco que foi em cana e propaganda? Não entendi….

        Resposta
  • 18/02/2020, 16:16 em 16:16
    Permalink

    Será que esse artigo vai ter versão em espanhol e se espalhar pelo mundo? Que vergonha para o Brasil. Estamos voltando para a Idade Média. Em breve, esses fascistas (são poucos mas são perigosos) vão querer promover “caça às bruxas” até nos rincões do país.

    Resposta
  • 18/02/2020, 21:04 em 21:04
    Permalink

    Seria divertido se não fosse trágico. A advocacia do município de Vinhedo (Bolsonaro: 65% no primeiro turno e 80% no segundo. Igualzinho Londrina. Cidades conservadoras e atrasadas.) recomendou arquivamento da denúncia. A Secretaria da Educação e a CGM, provavelmente aparelhadas pela direita, decidiram abrir processo administrativo disciplinar contra a professora. Foram seis meses malhando a professora até nacionalmente pra só agora arquivar o processo porque a professora não cometeu nada irregular. Pelo menos isso, né? Cuidado com a lobotomização dos cidadãos brasileiros promovida pela direita. Se você for vítima dessa lobotomização, você vai virar um marionete.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: