Estudante de Direito sofre preconceito pelo WhatsApp

Caso semelhante ao que aconteceu na faculdade Arthur Thomas em Londrina. Aluna, Karina Januário da Silva, desta vez da Universidade Norte do Paraná (Unopar), acionou a polícia contra alguns colegas de sala. O motivo foi porque os colegas teriam escrito mensagens maldosas sobre ela e o namorado – que tem uma deficiência física nas pernas -, no WhatsApp. A aluna registrou uma ocorrência na esfera criminal e também na esfera cível.

0 thoughts on “Estudante de Direito sofre preconceito pelo WhatsApp

  • 30/10/2014, 09:53 em 09:53
    Permalink

    Cráudin, achei ocê só hoji.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: