Evento em Londrina vai pedir impeachment de Dilma

Já corre pelas redes sociais evento para pedir o impeachment da presidente reeleita Dilma Rousseff (PT). O ato é organizado através do Facebook. Será no próximo sábado (dia 1 de novembro), na Avenida Higienópolis.  O evento tinha confirmação de 2,7 mil pessoas. Em outros locais do país, eventos semelhantes estão sendo realizados. O principal argumento são as denúncias recentes de corrupção da Petrobras.

Um comentário em “Evento em Londrina vai pedir impeachment de Dilma

  • 27/10/2014, 22:41 em 22:41
    Permalink

    Aí já virou bagunça! Baixou o espírito do Fluminense nos tucanos londrinenses?!? Tentar ganhar no tapetão, que coisa feia…

    Resposta
  • 27/10/2014, 22:47 em 22:47
    Permalink

    ja assinei a petiçao online no AZZAZ (acho q é isso) e vou na passeata sabado, te encontro lá

    Resposta
  • 28/10/2014, 00:31 em 00:31
    Permalink

    Vamos falar sério. Quem está por trás dessas anunciadas manifestações? Cidadãos democráticos é que não. Certamente são fascistas que não aceitam a decisão popular. Por um ou por milhões de votos de diferença, quem faz a maioria leva. Fazer um movimento de impeachment a partir de uma capinha de revista não passa de uma tentativa de golpe. Os mais velhos já viram isso em 1964. E todo mundo sabe no que deu. Só que o ano não é mais 64 e o povo com certeza não vai abdicar do seu direito de eleger livremente seus representantes. Custou muito conseguir uma sociedade em que prevaleça o interesse da maioria e não será um grupelho de – repito – fascistas que vai fazer retroceder os direitos do povo à servidão da Idade Média.

    Resposta
  • 28/10/2014, 02:11 em 02:11
    Permalink

    Espera lá! Esse pessoal vai pedir o impeachment da Dilma mesmo ou é passeata de despedida? 52% vão pra Miami, 48% pra Disneilândia?

    Resposta
  • 28/10/2014, 02:13 em 02:13
    Permalink

    Aviso ao ambulantes: é melhor não oferecer coxinhas. Muito menos falar “Vai um quibe aí?”.

    Resposta
  • 28/10/2014, 00:31 em 00:31
    Permalink

    Então os tucanos ainda vão de Facebook? Cruz credo! É a proletarização dos tucanos, que já conheceram dias melhores. Até os petistas de caviar circulam no Pheed, Fashism, Couple e Snapchat. Já já esses tucanos vão precisar do PT pra galgar uma nova classe social…

    Resposta
  • 28/10/2014, 00:49 em 00:49
    Permalink

    Se até o Ali Kamel, diretor da Globo, disse que a emissora não conseguiu confirmar as denúncias da Veja, onde esses “líderes” londrinenses vão buscar justificativas para o pedido de impeachment da presidente Dilma? Se procurarem bem, vão é achar tucanos metidos na história do Yousseff e do Paulo Costa. E daí?

    Resposta
  • 28/10/2014, 17:45 em 17:45
    Permalink

    Os quindins de Dilmalinda estão ainda sendo pagos?
    Os cabonets anti impeachment?

    Começou as Diretas Já contra o Regime Militar e também com o impeachment do Collor.
    Tudo começa assim… E por isso tantos comentários anti protesto.

    E bem pagos?
    Olha o catequiza do André Vargas: http://www.folhapolitica.org/2013/05/pt-treina-militantes-virtuais-para.html
    Já ouviu falar em cabonet? É a contração de cabo (eleitoral) com net. O neologismo saiu das coxias na eleição. Os cabonets foram contratados para bombar seus candidatos e detonar adversários.

    No primeiro turno, receberam, em média, de R$ 1.300 a R$ 2 mil por mês. Quem participou da eleição estima que PT gastou entre R$ 30 milhões e R$ 40 milhões nesse tipo de propaganda. No segundo turno, os melhores chegaram a levar até R$ 10 mil. Ainda não há estimativa de despesas na última fase.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: