“Excelentíssimas excelências”

A República já tem mais de um século, mas velhos hábitos se mantêm. A mania de se diferenciar da rude plebe, por exemplo: até reitores, que deveriam perceber o ridículo, fazem-se chamar de “Vossa Magnificência”. Parlamentares, por menos excelentes que sejam, exigem o tratamento de “Vossa Excelência”. Juiz, por ser juiz, passa a se distinguir pelo mérito e vira “meritíssimo”. Agora, delegados da Polícia Federal querem ser chamados de Vossa Excelência, e alguns, quando o tratamento não é usado, movem processos disciplinares contra os subordinados. Os agentes da PF entraram na Justiça para contestar a determinação.”

Da coluna da lavra de Carlos Brickmann –

Um comentário em ““Excelentíssimas excelências”

  • 21/09/2015, 18:49 em 18:49
    Permalink

    Não passam de servidores publicos, ou melhor traduzido, empregado do povo, com altos salarios e grandes mordomias, e alguns muito sem vergonha, que roubam seus patrões o povo.

    Resposta
  • 21/09/2015, 22:31 em 22:31
    Permalink

    E delegado da Polícia Federal que manda colocar escuta ilegal também deve ser chamado de excelência?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: