Marcha da Cachaça protesta contra lei de Belinati

Marcha da Cachaça – foto Biel Silva

E a Marcha da Cachaça, realizada ontem em Londrina, reuniu centenas de pessoas na rotatória das Avenidas Higienópolis e JK.

Com carro de som, e uma birita gelada nas mãos, discursos e protestos contra a lei do prefeito Marcelo Belinati, que proíbe a venda e o consumo de bebidas acoolicas nas ruas de Londrina.

Segundo os manifestantes, a lei prejudica muito os jovens da periferia que não tem grana pra frequentar boates ou bares fechados.

Vinicius Bueno, um dos manifestantes, em seu perfil no facebook diz o seguinte: “O que os jornais e as TVs vão mostrar amanhã deixa de ser relevante, quando você constata que a tal da “lei seca” que na verdade deveria se chamar “lei dos 3 prédios da Higienópolis e da JK ” – porque é para isso que ela esta sendo criada – na verdade não passa de uma lei para segregar e criminalizar a periferia e a juventude das comunidades, que ousaram ocupar o que lhe é de direito, as calçadas e as ruas do centro! A bebida é só um pretexto, são corpos, vidas, mentes e olhos brilhantes e alegres que só querem dar um rolezinho diferente, depois de uma semana opressora de trabalho e estudos. Só quer se “misturar” com os jovens das elites e aos universitários, socializar! Quer levar sua arte, seu bit, sua voz, seus corpos e seus corotes, sim! Calçada nenhuma é quintal de nenhum prédio. Não a segregação do jovem da periferia, não a imposição de frequentar baladas fechadas mediante pagamento de entradas e couverts! Pela democratização do espaço público, de todos os espaços públicos. Pelo direito à cidade e ao centro da cidade, pelas liberdades individuas: A rua é do povo, ninguém comprou e ninguém pariu!

Deixe uma resposta