Ministro da Educação, Weintraub, sobe no telhado

Diz a Folha de São Paulo que Integrantes do governo disseram a ministros do Supremo que Abraham Weintraub (Educação) deverá ser demitido, em um aceno à corte. O ministro participou no domingo de um ato contra o STF, o que elevou a tensão. Sem citar o tribunal, ele voltou a falar em “vagabundos”, termo que usou em referência aos magistrados na reunião ministerial de abril. Por não ter usado máscara no protesto, foi multado em R$ 2.000 pelo governo do DF.

Jair Bolsonaro afirmou ontem que Weintraub não estava representando o Executivo e criou “mais um problema” por não ter sido “muito prudente”. Os dois se reuniram, e o presidente o advertiu, de acordo com relatos. Magistrados do Supremo acreditam que o ministro possa acabar sendo preso se continuar atacando as instituições, como tem insistido em fazer, informou a coluna Mônica Bergamo, da Folha.

Deixe uma resposta