O tempo passa, o tempo voa, e a violência continua…

Alvaro Ferreira/do portal Você Esporte Clube

Ano passado a tragédia da Chapecoense chegou a unir torcidas organizadas em torno da paz e da solidariedade. O momento era bem propício para uma reflexão profunda sobre o comportamento das torcidas ao longo de todo o país e uma guinada no comportamento agressivo de algumas organizadas e mesmo grupos sem organização alguma. Ledo engano.

O clássico do último domingo no Rio, entre Botafogo e Flamengo, deixou uma morte, pelo menos nove feridos  e um cinturão de violência ao redor do Estádio do Engenhão. (leia mais)

Deixe uma resposta