O balanço da Sercomtel e a barragem de Mariana

A Folha de Londrina de hoje (25/04), traz matéria sobre o balanço da Sercomtel.

A diretora financeira diz que a redução do prejuízo foi graças à iniciativa do ex-presidente Luiz Carlos Adati, o homem que anunciou o prejuízo de R$ 800 milhões, em cortar custos e despesas.

Pois bem, boa parte da redução de custos e despesas só aconteceu porque os funcionários não tiveram a justa reposição da inflação. (mais…)

, , , , , , , , ,

MP ouve vereadores sobre o suposto “esquemão” para impedir CP da ZR3

Foto Fernando Maradona Cremonez/CML

E hoje de manhã, conforme informou a Folha de Londrina, o Ministério Público começou a ouvir pelo menos quatro vereadores suspeitos de favorecimento para impedir a criação de uma CP (Comissão Processante) contra Rony Alves (PTB) e Mário Takahashi (PV), afastados desde janeiro por conta de possível envolvimento na Operação ZR-3, do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). De acordo com o promotor Renato de Lima Castro, os parlamentares teriam sido beneficiados com indicações de conhecidos a cargos do Executivo municipal.  (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Pedido de cassação de Belinati Arquivado. Mais uma ação política Sonrisal em Londrina

E a política em Londrina faz um esforço danado para ficar só no momento picuinha.

Então. Em fevereito ( leia aqui) representantes de três partidos – PSC, PSD e PPS – foram à Câmara e protocolaram um pedido de abertura de Comissão Processante contra o prefeito Marcelo Belinati. Já na época havia o cheiro inconfundível de pura ação política. A acusação era de improbidade administrativa pois, conforme o povo que foi lá, Belinati teria atropelado o processo legal para aplicar o maior reajuste no IPTU desde os tempos da hiperinflação. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Enfim a OAB se tocou que o IPTU de Londrina é extorsivo

Estava lendo ontem no blog Bicho Pau, do jornalista Lino Ramos, parça das peladas de sábado, que a Ordem dos Advogados do Brasil (Subseção Paraná) protocolou no Tribunal de Justiça (TJ) uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra os reajustes considerados abusivos no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Londrina. A ação distribuída ao desembargador Lauro Laerte de Oliveira apresenta um pedido de medida cautelar e será analisada pelo Órgão Especial do TJ. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , ,

TJ mantém suspensão de aumento do IPTU de três contribuintes de Londrina

Por Bruno Carraro/CBN Londrina

Três contribuintes de Londrina, tiveram mais um ganho na Justiça contra o aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU. Em janeiro desse ano, os três contribuintes entraram com uma ação contra a prefeitura de Londrina pedindo a suspensão do aumento do IPTU. O Tribunal de Justiça havia suspendido – em decisão liminar – o reajuste. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Moradores vão protocolar projeto de Iniciativa Popular contra o IPTU

Não pensem que, passados três meses de porradaria sobre o IPTU, o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, e os vereadores que aprovaram o projeto extorsivo, vão ter sossêgo.

Amanhã vários grupos sociedade protocolam projeto de iniciativa popular na Câmara de Vereadores de Londrina
O Movimento Popular Contra o Aumento Abusivo do IPTU. Será às 14, às 12 horas, na Câmara Municipal, o projeto de lei de iniciativa popular, o qual visa revogar a lei que majorou o IPTU da cidade.
O projeto vai assinado por 18 mil londrinenses.

Segundo o os autores, o IPTU foi decidido de afogadilho, sem discussão ampla com a sociedade.
O que se pretende é que a atualização da planta de valores seja debatida, exaustivamente, de forma a se encontrar um ponto de equilíbrio entre as necessidades do Município e o poder aquisitivo dos contribuintes.

, , , , , , , , , , , , , , , ,

PPS decide expulsar vereadora Daniele Ziober que votou pelo aumento do IPTU

Reunidos hoje de manhã em um hotel de Londrina, a Executiva do PPS decidiu acatar a recomendação da Comissão de Ética do Partido e expulsar a vereadora Daniele Ziober de seus quadros.

O partido alega que ela não acatou a recomendação de votar contra o aumento extorsivo do IPTU em Londrina.

A Câmara de Vereadores será comunicada nos próximos dias.

 

, , , , , , , , , , , , , , , ,

Três são presos pelo GAECO pelo esquema descoberto na Operação ZR3

Bom dia pra você que não acorda com o GAECO na sua porta.

Pois é, os caras estão trabalhando. Hoje o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado cumpriu mandados de prisão preventiva contra três personagens acusados de envolvimento em cobrança e distribuição de benefícios pouco cristãos para a mudança de zoneamento em Londrina. A famosa Operação ZR3.

Foram detidos, por determinação do juiz da  2ª Vara Criminal, Délcio Miranda da Rocha o ex-secretário de Obras de Londrina, o servidor Ossamu Kaminagakura e os empresários Luiz Guilherme Alho da Silva e Vander Mendes Ferreira.

Só para lembrar, no dia 9 o Ministério Público denunciou 13 pessoas envolvidos na ZR3. Entre eles os vereadores afastados Rony Alves (PTB) e Mário Takahashi (PV) que permanecem passeando pela cidade com tornozeleiras eletrônicas.

, , , , , , , , , , , ,

Indignados com o aumento do IPTU de Londrina moradores protestam pelas ruas de Curitiba

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Vereador Gerson Araújo é condenado a perda dos direitos políticos. Defesa vai recorrer

É meu amigo, a Câmara de Vereadores de Londrina não para de garantir, semanalmente, notícias desairosas – palavra chique essa, desairosa – sobre seus integrantes.

Na quarta-feira o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Londrina, Marcos José Vieira, deu uma canetada no vereador e ex-presidente da Câmara, Gerson Araújo (PSDB). Ele foi condenado, juntamente com seu ex-assessor Willian Godoy no caso envolvendo a Construtora Iguaçu. Segundo a condenação eles teriam influenciado proprietários de lotes em frente ao Estádio do Café a venderem as áreas para a construtora. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Vai entender essa Câmara. Novo diretor geral da Casa responde processo por improbidade

Fala sério.

A Câmara de Vereadores de Londrina procura né. Como procura encrenca para sair mal na fita.

O novo diretor geral da Câmara, Mark Sandro Sorprezo de Almeida, nomeado pelo presidente interino da Casa, vereador Ailton Nantes, responde a processo de improbidade administrativa na Justiça por suposta irregularidade em licitação para compra de marmitas no município de Rolândia (Região Metropolitana de Londrina). Trata-se de uma ação civil pública protocolada pelo MP (Ministério Público) em setembro de 2015, contra Almeida e o ex-prefeito de Rolândia Jonny Lemman, que pede a devolução de R$ 155 mil aos cofres do município. A informação é do jornalista Guilherme Marconi, da Folha de Londrina. Ele é foi alvo também de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), conhecida como ‘CPI da Marmita’, aberta pela Câmara de Rolândia em 2012. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Belinati, o senhor vai continuar morando lá, ou vai mudar?

PP, cidadão conterrâneo da Vila Recreio, pede pra este prestimoso blog perguntar ao prefeito de Londrina Marcelo Belinati aproveitando a declaração do secretário da Fazenda, Edson Souza que disse que se o cara não puder pagar o IPTU que mude de local.

Então, lá vai: (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Administração pública de Londrina volta a bater cartão no MP

Marcelo Belinati – foto Ricardo Chicarelli

Pois é, a administração municipal de Londrina está voltando a bater cartão no Ministério Público. Ontem o MP informou que está iniciando uma investigação sobre o condomínio Village Premium, onde mora o prefeito Marcelo Belinati e que foi loteado pela empresa do primo dele, Dante Belinati Guazzi. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Condomínio onde mora o prefeito foi entregue há cerca de15 anos e ainda está irregular. Pode isso?

No condomínio fechado na Gleba Palhano onde mora o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, o Villagem Premium, praticamente todas as casas têm metragem superior a 250m² de área construída (veja aqui).

É padrão nestes condomínios de luxo determinar uma metragem mínima de área construída. A ideia é que, desta forma, não se construa no local casas populares, por exemplo, de uns 70 metros, que poderiam desvalorizar o condomínio. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Belinati se recusa a falar na Paiquerê AM quanto aumentou seu próprio IPTU

Lino Ramos
Bicho-Pau

Depois de negar a criação de um simulador para mostrar as projeções sobre os reajustes no IPTU da população de Londrina, agora o prefeito Marcelo Belinati (PP) não quer dizer quanto vai pagar (ou pagou) de Imposto Predial e Territorial Urbano.

No último sábado, Belinati participou no último sábado do Paiquerê Rádio Opinião para justificar os aumentos do imposto, que variam entre 100% e 500%.

O programa foi gravado, já que o prefeito alegou que teria uma agenda com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, marcada para o mesmo horário.

Belinati repetiu as alegações já conhecidas, de que a cidade não tem dinheiro para investimentos e que a única alternativa para o Município era aumentar o imposto.

Ao ser questionado por este repórter, escorregou feito bagre ensaboado e não respondeu a pergunta, sobre quanto pagou (ou vai pagar) de IPTU.

Se recusou a responder.

A reportagem da Paiquerê recebeu a informação de que o condomínio onde mora Marcelo Belinati (perto do Shopping Catuaí) teve um IPTU de R$ 56 mil sobre o terreno total.

Como no local haveria 55 imóveis, o imposto a ser pago pelo prefeito seria de aproximadamente R$ 1.000,00 (mil reais). Como Marcelo esconde a informação, a gente fica sem saber!

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,