Servidores da Câmara de Ibiporã são contra projeto de vereadores que querem diretor comissionado

Bronca pesada em Ibiporã.

Vereadores que compõem a Mesa Executiva da Câmara apresentaram um projeto de lei para que o cargo de diretor geral da Casa seja ocupado por um servidor comissionado de livre indicação. O salário será de R$ 7.555.

Acontece que a função vinha sendo exercida há alguns anos por servidor de carreira da própria Câmara.

Os servidores estão muito bravos e estão divulgando uma Carta Aberta à População criticando a postura dos vereadores.

Veja abaixo: (mais…)

, ,

Prefeito Belinati quer dar prêmio para quem pagar IPTU em dia, pra ver se dói menos

Os carnês do IPTU 2018 de Londrina ainda não foram entregues. Quando chegarem a população vai perceber o tamanho da esfolada. Não será pequena.

Em anos de crise como estes últimos, aumentar absurdamente os impostos, como fez o governo Richa no Paraná, e como está fazendo o governo Marcelo Belinati, em Londrina, é de uma falta de sensibilidade pouco vistas.

Agora, no caso de Londrina, a prefeitura quer dar um “bonus” para quem pagar o salgado IPTU em dia – o que não será exatamente uma tarefa fácil.  (mais…)

, , ,

Emerson Petriv recebeu do próprio veneno: mandato cassado por 14 votos a 5

Há alguns anos o SBT tinha um slogan que dizia: “Quem procura, acha aqui”.

O ex-vereador Emerson Petriv, de Londrina, tanto procurou que encontrou.

Hoje, durante uma sessão especial na Câmara que durou mais de 9 horas, o mandato dele foi cassado por 14 votos a 5. Ele é acusado de quebrar o decoro parlamentar. Além de perder o mandato, ele ficará inelegível por 8 anos.

Galeria com pouco público. Foto Assessoria da Câmara

Emerson Petriv começou sua andança política pelas mãos do ex-prefeito Antonio Belinati. Foi seu assessor de gabinete, quando este esteve na Assembleia Legislativa do Paraná. Também esteve na Codel, quando Belinati foi prefeito. Há alguns anos, foi alçado a assessor especial da presidência da Sercomtel, no governo do Barbosa Neto. (mais…)

, , , , , , , ,

Tá insatisfeito? A renúncia pode ser o caminho

E o vereador de Londrina Jamil Janene (PP), principal aliado do prefeito Marcelo Belinati, do qual ganhou a vaga na Câmara quando este convidou dois vereadores para o primeiro escalão da Prefeitura, disse ao ex-vereador Célio Guergoleto que estaria insatisfeito na Casa de Leis. Que estaria lá para ajudar o prefeito.

Jamil Janene, na legislação passada, fez de tudo e mais um pouco para impedir que a planta de valores fosse revisada.

Agora, no governo, faz de tudo para o aumento brutal do IPTU.

Mas é aquela coisa né vereador, se V.Excia está tão insatisfeito com a Câmara e sua volta, sempre há a possibilidade de renunciar ao mandato né.

Simples assim.

 

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

A febre da corrupção na Câmara de Curitiba

E o blogueiro de Curitiba, Fernando Tupan, colocando todos os pingos nos IS informa que mais um vereador está sendo investigado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR). O motivo é apropriação de salário de funcionários: Osias Moraes (PRB), da Igreja Universal do Reino de Deus,. É o quinto denunciado em menos de um mês. Moraes ainda tem um agravante: é suspeito de nomear um fantasma (um pastor nomeado no gabinete estava exercendo o evangélio na cidade de Maringá, 400 km de Curitiba). Com tantas denúncias, a expectativa do curitibano é que as laranjas podres sejam afastadas. Segundo uma oposicionista, tudo indica estar ocorrendo uma operação abafa no parlamento e os frutos estragados permanecerão apodrecendo no Palácio Rio Branco.

, , , , , ,

Vereador que disse que há lobotomização na Universidade Estadual de Londrina é alvo de carta de repúdio

E o vereador Filipe Barros (PRB) de Londrina continua colecionando adversários e mais alguns inimigos. Agora um grupo de professores universitários, alunos e servidores, está organizando um abaixo assinado, aliás uma carta de repúdio (veja aqui) à escolha do vereador como representante da Câmara no Conselho Universitário da Universidade Estadual de Londrina.

Filipe Barros já se envolveu em várias polêmicas com os universitários e professores da UEL. Em uma delas disse que na UEL há alunos “lobotomizados“. VEJA AQUI

Leia o texto da Carta de Repúdio: (mais…)

, , , , , , , , , , , ,

Ex-deputada e ex-vereadora, Elza Correia fala das traições do PMDB, o partido que se transformou em balcão de fisiologismo

, , , , , , , , , , , , ,

Partidos não fecham coligações e podem perder vagas na Câmara

Se na eleição majoritária há pouca agitação em Londrina, nas coligações proporcionais o bicho tá pegando. PRB, por exemplo, poderá ter candidata a prefeita, Sandra Graça, mas pode perder a vaga de vereador, hoje ocupada pelo pastor Emanoel Gomes. (mais…)

, , , , , , ,

Ele diz que não é político….

O prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff diz que não é político, mas o seu chefe de gabinete, Márcio Stamm esteve ontem na Câmara de Vereadores participando ativamente das articulações para a eleição da nova Mesa Diretiva da Casa.

E o resultado, para o Executivo, foi até melhor do que se imaginava.

Veja:

O novo presidente da Câmara é o vereador Fábio Testa (PPS), ainda hoje líder do prefeito Alexandre Kireeff (PSD) na Casa. A vice-presidente eleita é Elza Correa (PMDB), ex-líder de Kireeff; o primeiro Secretário é Roque Neto (PR), que faz parte da bancada aliada; Douglas Pereira (PTB), a pedido do deputado Alexa Canziani, também é aliado. E Vilson Bitencourt (PSL) nunca fez oposição.

Além disso, o prefeito Kireeff pode escolher um novo líder entre os que não fazem parte da Mesa. Ou seja, se nada mudar, em qualquer votação de interesse da prefeitura, teoricamente, o prefeito disporá, de cara, de seis votos.

Márcio Stamm, o articulador, também deixou claro aos vereadores que, a partir de 2015, será aberto um canal político mais caridoso para atender os pleitos dos vereadores.

, , ,