MPF confirma denúncia contra Rocha Loures

de O Sul

O Ministério Público Federal no Distrito Federal ratificou a denúncia apresentada em junho pelo ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra Rodrigo Rocha Loures, ex-deputado federal (PMDB-PR) e ex-assessor especial do presidente Michel Temer.

A denúncia atribui a Michel Temer e a Rodrigo Rocha Loures o crime de corrupção passiva no caso da entrega da mala de R$ 500 mil do Grupo J&F ao ex-assessor do presidente, flagrada em filmagem. Após a Câmara barrar o prosseguimento da denúncia contra Temer, o relator do inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal), Edson Fachin, enviou para a primeira instância a parte da acusação formal que trata de Loures. O caso está na 10ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal. (mais…)

, , , ,

Os caminhos da malandragem 2. Veja outros casos

Só para ilustrar, em Foz do Iguaçu, em 2015 a polícia prendeu o secretário municipal de Tecnologia da Informação Melquizedeque Correa Souza, e outros três jaguaras por supostas fraudes no recolhimento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). Segundo o delegado do Gaeco Marcos Araguari, “o secretário de Tecnologia da Informação tinha o poder de administrar o banco de dados da Secretaria de Fazenda e há indicativos técnicos apurados de que ele teve condições práticas para isso e de que ele próprio fazia as alterações para reduzir o valor dos imóveis e consequentemente dos impostos”. (leia mais) (mais…)

, , , , , , , , , , ,

Mutreta que fazia “desaparecer” dívidas na prefeitura de Londrina começa a ser desvendada

Lembra da denúncia feita com exclusividade aqui pelo blog sobre um esquema mágico para fazer desaparecer impostos na Secretaria da Fazenda da Prefeitura de Londrina? A coisa tá andando no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado já ouviu três pessoas. (mais…)

, , , , ,

TRF4 Reduz penas de Gin Argello e outros condenados pela Lava Jato

Argello foi condenado em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, em outubro do ano passado, pelos crimes de corrupção passiva

Por Redação, com ABr – de Brasília:

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), com sede em Porto Alegre, reduziu hoje a pena do ex-senador Gim Argello (DF) na Lava Jato, de 19 anos para 11 anos e 8 meses de reclusão.

Argello foi condenado em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba; em outubro do ano passado, pelos crimes de corrupção passiva; lavagem de dinheiro e obstrução das investigações.

(mais…)

, , ,

Desvio de dinheiro da Acesf: servidor perde o emprego e agora vai enfrentar o MP

A prefeitura de Londrina exonerou um funcionário de carreira, que trabalhava na Autarquia Municipal de Cemitérios e Serviços Funerários Acesf, acusado de desviar R$ 600 mil.

A investigação da Procuradoria começou em 2015. Paulo César dos Santos, que já foi secretário de Planejamento de Londrina e era servidor há 32 anos, e apurou que o dinheiro desviado pelo servidor vinha do pagamento de empresas que negociavam com a Acesf. O procedimento administrativo mostrou que a quitação dos valores era simulada, mas os cheques não iam para a conta da autarquia e eram repassados a outras pessoas.

(mais…)

, , , , ,

Deputada “bunitinha” acusada de dar golpes na Assembleia de Alagoas

do Diário do Poder

A deputada estadual Thaise Guedes (PMDB-AL) foi a primeira parlamentar alagoana indiciada pela Polícia Federal, no âmbito da Operação Sururugate, deflagrada em março deste ano para investigar o rombo de R$ 150 milhões dos cofres da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). Na noite de ontem (26), a deputada prestou depoimento na Superintendência da PF em Maceió e, na saída, seus assessores agrediram uma equipe de reportagem da TV Gazeta, afiliada à Rede Globo. (mais…)

, , , , , ,

Não seria justo cobrar quem quebrou a Sercomtel?

Por José Maschio, jornalista e escritor

Rombo na Sercomtel, memória e belinatis!

A Sercomtel (era o Sercomtel quando criado), a telecomunicações de Londrina, tem um rombo de R$ 200 milhões de acordo com o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (PP).
Em 1998, no governo Lerner no PR (cada ano um partido) e administração de Londrina de Antonio Belinati (PP) 45% das ações da Sercomtel foram vendidas para a Copel (Cia Paranaense de Energia Elétrica). Na época o valor foi de R$ 200 milhões.
O dinheiro foi desviado quase que na sua totalidade. E hoje o sobrinho pede apoio da chamada sociedade civil organizada para salvar a Sercomtel. Não seria mais fácil cobrar os responsáveis pelos desvios de, na época, mais de R$ 152 milhões?
Pena que o jornalismo paranaense, sem memória, não faz nenhuma ligação entre o desastre atual da telefônica e a origem deste desastre anunciado: o roubo descarado.

, , , , , , , , , , , , , , ,

Veja a carta de Palocci ao PT. Ele confirma e acrescenta tudo

Veja, na integra, a carta de Antonio Palocci ao PT

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Quais os erros que a esquerda cometeu? Veja, a Esquerda no Divã

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

STF afasta conselheiros do Tribunal de Contas do Mato Grosso

Primeiro o Rio de Janeiro, agora no Mato Grosso, quem sabe um dia no Paraná.

Operação Malebolge: A pedido de Janot, o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Feferal, determinou o afastamento de cinco conselheiros do Tribunal de Contas do Mato Grosso. São eles: José Carlos Novelli, Antonio Joaquim, Valter Albano, Waldir Teis e Sérgio Ricardo, que já se encontrava afastado.

O conselheiro Antônio Joaquim está em férias e anunciou há alguns dias que ao retornar iria se aposentar para disputar o governo do Estado em 2018,

Janot pediu também o afastamento do prefeito de Cuiabá, mas Fux negou. “Não há que se falar em afastamento do prefeito Emanuel Pinheiro por conta de ato levado a efeito no cumprimento de mandato de parlamentar estadual”, diz a decisão. (leia mais no Caldeirão Político)

, , , , , , , , ,

Petistas programam manifestação pró Lula em Curitiba

Lula e o parça Palocci. Foto site EsquerdaDiário

Amanhã o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – cuja alcunha é “A Alma mais Honesta do Brasil” vai prestar depoimento ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba.

Os petistas – aqueles que ainda acreditam e os que precisam acreditar – marcaram uma manifestação em poio ao ex-presidente. Será na Praça Generoso Marques (próximo à Catedral), no centro de Curitiba, a partir das 18h. Antes, às 16h30, uma aula pública com a presença do ministro da Justiça do governo Dilma RousseffEugênio Aragão, discutirá os métodos utilizados pela Operação Lava Jato.

Confira a programação completa do dia 13/09: (mais…)

, , , , , , , , , , ,

Porque a Delação Premiada pode provocar situações como a do Joesley

Depois da pataquada do Joesley Batista, que complicou a vida do procurador Geral Rodrigo Janot, vale a pena ver a entrevista que o blog fez sobre Delação Premiada.

, , , , , ,

Ex-prefeito de Londrina, Nedson Micheleti é alvo de ação criminal

Claudia Lima/CBN Londrina

O promotor de defesa do patrimônio público, Ricardo Benvenho entrou com uma ação criminal contra nove pessoas, entre elas Jack Dias, então secretário municipal de gestão pública e o ex-prefeito Nedson Micheleti. Ele explica que empresas, que faziam parte de um cartel que já atuava em São Paulo cooptaram os gestores públicos para facilitar a assinatura de contratos de fornecimento de merenda escolar na rede municipal de Londrina. (mais…)

, , , ,

A febre da corrupção na Câmara de Curitiba

E o blogueiro de Curitiba, Fernando Tupan, colocando todos os pingos nos IS informa que mais um vereador está sendo investigado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR). O motivo é apropriação de salário de funcionários: Osias Moraes (PRB), da Igreja Universal do Reino de Deus,. É o quinto denunciado em menos de um mês. Moraes ainda tem um agravante: é suspeito de nomear um fantasma (um pastor nomeado no gabinete estava exercendo o evangélio na cidade de Maringá, 400 km de Curitiba). Com tantas denúncias, a expectativa do curitibano é que as laranjas podres sejam afastadas. Segundo uma oposicionista, tudo indica estar ocorrendo uma operação abafa no parlamento e os frutos estragados permanecerão apodrecendo no Palácio Rio Branco.

, , , , , ,

Depois de 15 anos Belinati é condenado a devolver 3 milhões. Veja a sentença na integra

Do G1

O ex-prefeito de Londrina Antônio Belinati foi condenado pela 1ª Vara da Fazenda Pública a devolver mais de R$ 3 milhões aos cofres públicos em uma ação que investiga fraude em licitação de serviços de roçagem em terrenos da prefeitura, em 1998.

(mais…)

, , , ,
Página 1 de 212