Semana importante para definição do voto auditável

Bolsonaro e o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso- foto Marcos Corrêa/PR

da Veja

Publicamente, o discurso de ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é uníssono no sentido de que as urnas eletrônicas são totalmente seguras, que não há motivo algum para a implantação do voto impresso e que a medida representa um retrocesso de gasto bilionário desnecessário. Em caráter reservado, no entanto, integrantes da Corte Eleitoral já fazem uma avaliação mais pessimista — ou realista — do cenário que se desenha no Congresso, onde são concretas as chances de aprovação da proposta defendida fervorosamente pelo presidente Jair Bolsonaro. (mais…)

, , , , , , , ,

O que há por trás do Voto Auditável. Direita e esquerda estão nessa juntas?

, , , , , , , , , ,

Regras eleitorais para 2022 podem mudar

do Fernando Tupan
O presidente da Câmara Federal, Arthur Lira, (PP/AM) sinalizou que o Código Eleitoral Brasileiro deve mudar para 2022, já que a eleição municipal de 2020 mostrou que o atual modelo possibilita um maior número de partidos nas casas legislativas, o que desagrada alguns deputados federais, famintos pela reeleição.

Se for votado até outubro, o Brasil poderá ter um desses sistemas: o voto distrital (ou distritão), distrital misto ou até mesmo manter o atual de representatividade. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

As regras mudaram. O QUE PODE E O QUE NÃO PODE NA PRÉ-CAMPANHA

Definida a data da eleição, 15 de novembro, começa o aquecimento para conquistar o voto. E, como não poderia deixar de ser, as regras da eleição mudaram, mais uma vez.

Veja a entrevista com o advogado especialista em legislação eleitoral Frederico Reis e entenda o que pode e o que não pode na eleição.

E se você quer conhecer como deve ser o PASSO A PASSO PARA A CONQUISTA DO VOTO, ENTRE AQUI E INSCREVA-SE NO NOSSO CURSO

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Pesquisas eleitorais sem registros estão proibidas a partir de janeiro

A partir do dia 1 de janeiro toda e qualquer pesquisa eleitoral sem registro no Tribunal Regional Eleitoral está proibida. A regra vale para enquetes também.

É bom dar o alerta porque muita gente andou sendo multada por descumprir a regra. (mais…)

, , ,

Termina hoje o prazo para você regularizar o título de eleitor

Esta é pra você que tem aquela preguiça enorme de votar mas que precisa do título de eleitor para uma série de coisas. Termina hoje o prazo para que os eleitores que não votaram e nem justificaram a falta nas últimas eleições regularizarem sua situação eleitoral.

Se você está em dúvida se está pendurado com a Justiça Eleitoral pode fazer a consulta no site do TSE.

Segundo informações do TSE, mais de 2,6 milhões de pessoas podem ter o título cancelado caso não resolvam a pendência. Desse total, apenas 93.702 regularizaram a situação desde o início do prazo, no início de março.

Com Agência Brasil

, ,

O abuso do poder religioso nas eleições

Anna Virginia Balloussier/F.São Paulo
SÃO PAULO

Quando que o uso do poder religioso vira crime eleitoral? Eis uma pergunta com potencial de bagunçar as cortes responsáveis por julgar abusos no pleito de 2018.

Ok, um candidato não pode receber doações de entidades religiosas nem fazer propaganda dentro de templo, nisso a lei é clara. Mas e se subir no púlpito, sem que nem ele nem o líder religioso que o convidou solte um “vote em mim” (isso, sim, terminantemente proibido)? (mais…)

, , , ,