Gleisi enfrenta julgamento hoje no STF

A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, enfrenta hoje um julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), resultado de uma denúncia feita em 2016 pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

A Segunda Turma da corte avaliará uma ação penal que tem como réus também o marido de Hoffmann, o ex-ministro petista Paulo Bernardo, e o empresário Ernesto Rodrigues.

Segundo a denúncia, um esquema de corrupção irrigou com R$ 1 milhão a campanha de Hoffmann ao Senado em 2010. Paulo Bernardo teria pedido o valor ao ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, e Rodrigues teria sido o responsável por receber a propina. A denúncia se baseia em delações premiadas de Costa e do doleiro Alberto Youssef, além de dados de ligações telefônicas entre os envolvidos e anotações na agenda de Costa.

De acordo com delação do ex-senador Delcídio do Amaral, cujo depoimento complementa a denúncia, Paulo Bernardo sempre foi visto como um “operador de muita competência” da mulher.

Além desta ação na qual é ré acusada de corrupção e lavagem de dinheiro, Hoffmann foi alvo de outra denúncia pela PGR – que ainda será acatada ou não pelo STF. Nela, a senadora e também seu marido são investigados por suposta participação em organização criminosa durante os governos do PT. É possível que haja outros inquéritos em tramitação que não puderam ser mapeados pela reportagem por estarem sob segredo de Justiça

da BBC.

3 comentários em “Gleisi enfrenta julgamento hoje no STF

  • 19/06/2018, 13:25 em 13:25
    Permalink

    E o Aécio, Padilha, Moreira Franco, Alckmin, Azeredo e toda a patota da Direita GOLPISTA, seguem livres, leves e soltos como já ensinava o profeta Jucá, COM O SUPREMO, COM TUDO.

    Resposta
  • 19/06/2018, 16:45 em 16:45
    Permalink

    Se prenderem a amante nariguda será que vão botar o Lindinho Farinha pra ser o pombo-correio do Lula?

    Resposta
  • 19/06/2018, 20:02 em 20:02
    Permalink

    A denúncia contra a senadora petista nada difere de muitas outras que foram mandadas ao arquivo pela PGR do Janot e até pela Polícia Federal. O próprio STF mandou arquivar denúncias contra vários políticos por serem resultado de mera delação sem provas, segundo ministros da Suprema Corte, entre os denunciados estavam dois notórios tucanos: senador José Serra e o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes. Basta os ministros do STF designados para o julgamento da senadora petista não se intimidarem com ataques de fascistas e de apoiadores de candidatos sem votos e ela será absolvida.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: