Itau vai pagar 51 milhões pela Folha de Pagamento dos servidores da Prefeitura de Londrina

foto Vivian Honorato

do N.Com

Na tarde da última terça-feira (3), foram leiloados os serviços de processamento bancário da folha de pagamentos da Prefeitura e gerenciamento de créditos provenientes da folha salarial. O Município optou por leilão, pela transparência na negociação dos recursos auferidos com a venda dos serviços. O Itaú Unibanco adquiriu o serviço por R$ 51,300 milhões, por cinco anos. Até então, o processamento da folha de pagamentos da Prefeitura era realizado pela Caixa Econômica Federal (CEF).

A operação com o novo banco deve iniciar a partir de junho deste ano, data em que encerra o contrato com a CEF. O banco vai gerenciar uma carteira de aproximadamente 14 mil clientes, dos quais são cerca de 10 mil servidores ativos e 4 mil aposentados.

Na manhã desta quinta-feira (5), o prefeito Marcelo Belinati recebeu os executivos do Itaú Unibanco, em seu gabinete, para tratar da transição. “Londrina está retomando a importância que a cidade sempre teve em nível nacional. Grandes bancos nacionais, como o Itaú e o Bradesco, participaram deste leilão, um processo realizado com toda a transparência. Estamos otimistas com esta mudança e acreditamos que o Itaú vai proporcionar um serviço de qualidade para os nossos servidores municipais”, afirmou.

O secretário municipal de Fazenda, João Carlos Barbosa Perez, disse que o recurso proveniente do serviço é uma receita que entra no tesouro, dentro dos chamados recursos livres, o qual pode ser direcionado para as políticas públicas, obras de infraestrutura urbana, bem como o projeto de recuperação da malha viária do Município. “O valor alcançado no leilão ficou dentro das nossas expectativas. Para se ter ideia, em 2015, a folha de pagamento foi vendida por R$ 19,710 milhões, sendo que neste período a Prefeitura pagou, de tarifas e encargos, para a instituição bancária anterior, R$ 10 milhões”, contou.

Segundo a secretária municipal de Recursos Humanos, Adriana Martello Valero, nas semanas seguintes serão definidas as próximas etapas e o cronograma de transição. Uma reunião para tratar do assunto foi agendada para a próxima segunda-feira (9). “Nossa expectativa com essa nova parceria, com o Itaú Unibanco, é muito positiva. Esperamos possibilitar amplitude de serviços, um bom atendimento ao servidor, focado na qualidade. Estamos tendo uma receptividade muito grande por parte da instituição bancária e fazendo os alinhamentos para em breve trazermos novidades”, contou.

4 thoughts on “Itau vai pagar 51 milhões pela Folha de Pagamento dos servidores da Prefeitura de Londrina

  • 05/03/2020, 22:24 em 22:24
    Permalink

    Quem não se lembra do música do impeachmeant da Dilma (Vem PPrá Rua)? O jingle inclusive parece propaganda para os jogos da Seleção Brasileira, Todo mundo de verde amarelo. Pois bem. Foi bancado pelo Itaú. Depois dessa digo sem medo de errar: Belinati é das Direitass. E saber que aquele cronista descia o cacete no Belinatismo e come da mesma panela de feijão. Bem feito aos brasileiros. E aqquela batida em Gaeco.

    Resposta
  • 05/03/2020, 23:10 em 23:10
    Permalink

    O GAECO vai mudar de nome. Vai se chamar Grupo Desmoralizado de Combate aso Crimes dos Desafetos que estão no poder…E saber que toda essa corjaao lado do Belinati lutou para que surgisse o Gaeco.

    Resposta
  • 05/03/2020, 23:44 em 23:44
    Permalink

    Já dá pra fazer umas continhas. O Itaú vai pagar pra prefeitura R$ 51 milhões. Nos próximos cinco anos, o Itaú vai ter um lucro aproximado de R$ 50 milhões em cima dessa folha. Ele não vai pagar esses R$ 51 milhões por amor a Londrina… Não sei como, mas desconfio que, nos próximos cinco anos, cada funcionário, que já está sendo tratado como cliente, vai “doar” R$ 7.000 pra garantir o dindim da prefeitura e o lucro do Itaú. Estou escrevendo besteira?

    Resposta
    • 06/03/2020, 23:36 em 23:36
      Permalink

      Tem razão. Esses R$ 51 milhões que o Itaú vai pagar pra prefeitura com certeza vai tirar do lombo dos funcionários e aposentados municipais. Se o prefeito pensasse no funcionalismo municipal, com certeza ele entregaria a folha para o banco que oferecesse a melhor condição tarifária PARA OS FUNCIONÁRIOS E APOSENTADOS. O Marcelo Belinati tem a cara do governo Bolsonaro e seu Posto Ipiranga: vende tudo mesmo que seja pra ferrar o povo.

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: