Ratinho Jr se mostra cada vez mais adepto do livre monólogo

O governador Ratinho Jr, neste caso da privatização de serviços nas escolas mostrou que não é muito afeito ao diálogo com os envolvidos. Está mais para o livre monólogo. Usando e abusando de sua base meiga e sem voz na Assembleia, tratorou geral e fez passar o projeto de lei que autoriza a privatização.

Ontem professores(as) e funcionários(as) de escola da rede estadual do Paraná reuniram-se em Assembleia Estadual Extraordinária da APP-Sindicato para avaliar a greve da educação e deliberar os novos rumos da mobilização. Durante a reunião, realizada de forma on-line, os(as) educadores(as) destacaram o apoio da sociedade recebido pelo movimento iniciado na última segunda-feira (3), decidiram pelo encerramento da greve e manutenção do estado de greve. Foi aprovada uma jornada de lutas para barrar a privatização das escolas e exigir do governador Ratinho Jr. (PSD) o atendimento de outras pautas prioritárias para a categoria.

“Não conseguimos barrar a tramitação [do projeto que privatiza as escolas], mas incomodamos e alcançamos com grande êxito outros objetivos. A nossa luta colocou a pauta da venda das escolas no mundo. Nós temos posição firmada neste estado, provocamos o debate sobre este tema nacionalmente e as agressões e violências deste governador colocaram a nossa pauta e a nossa entidade no cenário internacional”, declarou a presidenta da APP-Sindicato, professora Walkiria Mazeto.

Compartilhe
Leia Também
Comente

Um comentário

  1. Paulo Travesso

    Esse jeca faz o que quer porque a maioria da Alep é submissa a ele, virou “imperador de estado”. Tudo bolsonarista, neoliberal, entreguista. Tudo pau-m,andado do setor privado. Praticamente privatizaram a Copel, a Sanepar, as escolas estaduais públicas; acabaram até com o Iapar. Hoje o Paraná, com a condescendência do eleitorado conservador, realmente tem dono, e não é o seu povo..

  2. Genildo

    Lembrando que da “base meiga e sem voz na Assembleia” teremos dois deles concorrendo ao cargo de prefeito de Londrina.
    É o que Londrina quer para o futuro?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios