Valente só no whats app, Mauro Cid, não confirma nem a própria idade, à CPI do 8 de janeiro

Nada valente. O ex-parça de Bolsonaro, seu ex-ajudante de ordens Mauro Cid foi à CPI do 8 de Janeiro, mas não abriu a boca. Se recusou inclusive a dizer que idade tem.

Usou do direito de não produzir provas contra si.

Leia mais aqui

Compartilhe
Leia Também
Comente

4 Comments

  1. Genildo

    Ele usou o direito constitucional de permanecer calado já que a premissa é de que o ônus da prova cabe a quem faz a acusação. Não tem nada haver com ser culpado ou inocente, nada haver sobre ser valente ou covarde.
    Veja um exemplo claro: uma pessoa querendo justificar dinheiro sujo oriundo de corrupção declara em depoimento que recebeu os valores por palestras prestadas. Como o MPF o acusava de corrupção foi solicitado diligências para que se provasse a efetividade das palestras, como o depoente não conseguiu provar a prestação de serviços ouve a condenação por corrupção e lavagem de dinheiro.
    Simples né…..

  2. Carlos Marques

    O coronel, ao usar o direito de permanecer calado, fez o que até os ladrõezinhos esclarecidos fazem. Depois de pisotear as leis, pede socorro à Constituição. Como é boa a democracia. Numa ditadura, militar que conspira contra o governo vai pra clandestinidade ou pro xilindró e lá vai encontrar “coronéis ustras” em salas de tortura. O coronel nada disse porque tudo que dissesse seria prova contra ele. Quis impressionar com a farda. Acabou tendo que escutar caladinho poucas e boas. Ficou mal para a farda imponente.

  3. Satanás

    Quá! Quá! Quá! Por que o “coroner” não pode revelar.a idade? Será que além de suposto fraudador de caderneta de vacinação é suposto fraudador de outros documentos? Quá! Quá! Quá!

  4. Glaucia

    Nenhuma surpresa.
    Obviamente ficaria em silêncio, já que é um direito questionável, mas é um direito.
    E não acho que é por causa do Bozo, mas para proteger a si mesmo.
    O ideal era que fosse expulso das Forças Armadas e fosse cassado os direitos políticos do milico.
    O problema é que a mulher iria ficar com o polpudo soldo, aquela história de viúva, igual as filhinhas casadas não no papel, que recebem pensão, tipo Maitê Proença.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios