Auditor nega esquema de propina na Receita

Encarado como líder de esquema de corrupção e sonegação, na Receita Estadual, o auditor Márcio Albuquerque Lima  negou ontem em audiência da Operação Lava Jato, todos os 32 fatos criminosos de que é acusado. Ele e a esposa, Ana Paula Pelizari Marques de Lima, admitiram relações sociais com o governador Beto Richa e sua família, além do empresário Abi Antoun, parente distante do governador. Porém negou ter providenciado recursos provenientes de propinas para a campanha de reeleição de Beto.

Deixe uma resposta