Barusco complica a vida do tesoureiro do PT

E o ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco, disse à CPI que investiga a roubalheira na estatal que se reunia com o tesoureiro do PT, João Vacari Neto para discutir os repasses de propina para o Partido dos Trabalhadores. (leia mais)

Mas não quis falar sobre o recebimento de propinas no governo FHC. Disse que quando recebia era iniciativa pessoal.

Um comentário em “Barusco complica a vida do tesoureiro do PT

  • 10/03/2015, 21:24 em 21:24
    Permalink

    Mas ele protegeu o Fernando Henrique Cardoso. Começou a roubar durante o governo FHC mas se recusou a dar detalhes de como se operava o assalto à Petrobras nesse período. Paulo Francis estava certo e FHC protegeu os ladrões da Petrobras. E ele não apenas disse que o roubo era apenas iniciativa pessoal, disse também que não ia aprofundar a questão porque existe uma investigação referente a esse período. Desculpa esfarrapada porque, se existe essa investigação, ninguém sabe…

    Resposta
  • 11/03/2015, 00:15 em 00:15
    Permalink

    Ele apresentou provas de que o dinheiro doado pelas empreiteiras era fruto de propina? As empreiteiras doaram dinheiro para os maiores partidos. Só o dinheiro doado ao PT era propina? Os demais partidos receberam dinheiro com carimbo da Madre Teresa de Calcutá? Por enquanto só vejo falação. Se o presidente do PT procurou essas empresas para pedir doação pra campanha, normal. Ou alguém acredita que os petistas deveriam ir a Minas pedir dinheiro pra Furnas?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: