E a Saúde de Londrina continua capengando com a “sobra de gestão”

Um dos principais motes de campanha do então candidato a prefeito Marcelo Belinati Matins (o ultimo sobrenome foi quase sempre omitido) era de que ele é médico e que sobrava dinheiro para a Saúde de Londrina, o que faltava era gestão.

E continua faltando. Aliás a gestão piorou muito na área de Saúde.

Outro exemplo. A UBS co conjunto Maria Cecília conta com 3 médicos clínicos que respondem cada um por uma equipe do Programa Saúde da Família, vale lembrar que duas destas equipes já não contam com suas respectivas enfermeiras.

Eis que, numa ação de gestão, resolveram mandar o médico clínico geral Dr. Francisco para a UBS Guaravera com a justificativa que lá não tem nenhum médico. Ou seja, ao invés de contratar mais um médico para o distrito de Guaravera ele vai desfalcar uma equipe que já não tem enfermeira e então sobrecarregar os demais médicos e prejudicar a população atendida pelo Dr. Francisco, como os pacientes acamados que recebem as visitas domiciliares.

Na campanha, o que se percebe, é que sobrava mesmo eram mentiras.

Um comentário em “E a Saúde de Londrina continua capengando com a “sobra de gestão”

  • 23/09/2018, 21:53 em 21:53
    Permalink

    Ê seu paçoca, tá difícil digerir a última eleição

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: