Em Campo Mourão: Câmara não exigirá duodécimo da prefeitura

Do Boca Santa
A Câmara de Campo Mourão não exigirá da prefeitura o repasse mensal do duocédimo do orçamento.

Vai cobrar apenas o suficiente para cobrir suas despesas.

O anúncio foi feito ontem pelo presidente Edson Battilani.

Por lei, a Câmara tem direito ao repasse de R$ 864,5 mil, que é o orçamento de R$ 10,3 milhões dividido em 12 meses.

Segundo Battilani, não tem sentido ficar com dinheiro parado em conta enquanto a população deixa de ser atendida.

Ano passado a Câmara usou, em média, R$ 650 mil por mês (R$ 7,8 milhões ao todo).

Deixe uma resposta