Empresas que revenderem produtos de furto terão alvará cassado

O prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, vai encaminhar para a Câmara de Vereadores um projeto de lei que permita a cassação do alvará de licença de empresas envolvidas em receptação de objetos furtados.

O Comércio sério sofre com isso, pois muitos produtos furtados das lojas acabam sendo revendidos por empresas malandras. “Atuando na ponta receptadora estaremos agindo de forma estratégica e complementar às ações repressivas”, disse.

A medida também pode ajudar a combater o constante furto de fios telefônicos da Sercomtel. O número de furtos é absurdo e, com certeza, esses produtos têm endereço certo. 
Participaram também da reunião: Walter Orsi, presidente da Associação Comercial e Industrial de Londrina; Moacir Sgarioni, presidente da Sociedade Rural do Paraná; Roberto Martins, presidente do Sincoval; Jaime Junior Cardoso, presidente do Sescap Londrina; Nestor Dias Correia, vice-presidente Secovi-Pr Região Norte; e major José Carlos de Oliveira, comandante da 4ª Companhia Independente de Polícia Militar.

2 comentários em “Empresas que revenderem produtos de furto terão alvará cassado

  • 29/01/2016, 11:57 em 11:57
    Permalink

    Tá brincando, a prefeitura não caça alvará de ninguém, inclusive, emitiu alvará para “exploração de jogos de azar” praquele cassino (que se diz “clube esportivo”) na Santos Dumont, do lado do Cine Lupulus. E tem um comandante da PM em Londrina que fez muita amizade com receptador de carro roubado, lá em Arapongas…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: