Ex-presidente da Câmara de Londrina, Orlando Bonilha, é condenado por extorsão

Orlando Bonilha, ex-vereador, e mais 11 pessoas, foram condenadas por extorquir familiares de pessoas falecidas, induzindo-as a realizar o processo de tanatopraxia (maior conservação do corpo) – mesmo sem necessidade.  O valor pago era dividido entre eles. O caso aconteceu de 2005 a 2008 na Acesf e contava com a participação de donos de duas empresas de tanatopraxia, servidores da Acesf, o superintendente, Osvaldo Moreira Neto, e ex-vereador Orlando Bonilha. Estes dois últimos perderam os direitos políticos por nove anos, multa civil correspondente a 15 vezes  ao último salário que ganharam no cargos, além da proibição  de contratar com o Poder Público por dez anos.

Condenados:

Funcionários da Acesf: Mauro Pinto Ferreira, Carlos Antonio Martinelli, Luiz Carlos Teodoro, Claudemir Mendes, Geraldo Lopes da Silva Júnior.

Empresas: Tanato Serviços  de Tanatopraxia e Tanato Bom Pastor  e seus representantes, Gefferson Guilherme Martins, Osmar Camassano Martins e André Luiz  da Maia.

Deixe uma resposta