Francisconi, em Rolândia, não terá vida fácil

O novo prefeito de Rolândia, Luiz Francisconi, que assumiu o cargo há menoa de um mês, vai ter que acelerar os projetos se quiser se reeleger. É que tem eleição em outunro e o tempo passa muito ràpido. Sempre é bom lembrar que o prefeito anterior, o vereador José de Paula, ficou alguns meses como prefeito em 2015, mas nāo o suficiente para que a população entendesse que ele deveria permanecer na prefeitura.

Além da falta de tempo, Francisconi terá outro adversário, aliás, outros. Dentro de alguns dias o ex-prefeito Johny Lehmann retorna à cidade depois de curtir férias e adianta que seu grupo vai sim lançar candidato para concorrer contra Francisconi.

2 comentários em “Francisconi, em Rolândia, não terá vida fácil

  • 04/01/2016, 17:30 em 17:30
    Permalink

    Joni Lehmann sonhou anos em ser prefeito de Rolândia, mas quando chegou lá foi um fracasso total. Saiu cassado, desmoralizado e se tivesse vergonha (algo que os antigos tanto prezavam) nunca mais falaria em política. Fez muita coisa errada (a primeira delas, logo que assumiu, usou seu Correio particular para entregar os carnês do IPTU), mas como Al Capone que cometeu muitos crimes barbaros e acabou punido pelo Leão americano, Joni caiu só por usar um jornalzinho local para se promover. Ele e seu grupo sabem muito bem que esse foi um crime menor, por isso lamentam a cassação do seu mandato.

    Resposta
  • 05/01/2016, 23:09 em 23:09
    Permalink

    Se voltar alguém ligado ao prefeito cassado Joni Lehmann certamente será para sepultar de vez o município. Será uma espécie de coveiro, para terminar o serviço de enterrar Rolândia que joni começou.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: