Hora de industrializar Londrina

Quem ainda acredita que para  o Londrinense o perfil de serviços e comércio da cidade deve permanecer, ganhou um balde de água fria. Londrina quer a industrialização e está disposta a  enfrentar a consequências  para não perder a qualidade de vida neste processo. Esta é uma das coisas que os índices coletados pela III ª Pesquisa de Percepção da População sobre a cidade de Londrina apontam. Divulgada hoje pelo Fórum Desenvolve Londrina em evento realizado na sede a Federação das Indústrias do Estado do Paraná, em Londrina, a pesquisa faz parte do trabalho realizado pela instituição este ano. Ao todo 88,2% dos ouvidos  defendem que a industrialização é a alternativa para o desenvolvimento da cidade.

Londrinense acompanha a cidade mas ainda se envolve pouco

Foram ouvidas  1069 pessoas em todas as regiões da cidade, metodologia que garante a coleta de opiniões de uma ampla gama dos perfis que compõem  toda a sociedade. Enquanto  75,6% dos ouvidos afirmam ter orgulho de morar em Londrina, apenas 4,7% participam de alguma associação de classe e só 13,8 % atuam como voluntários – índices que  mostram o baixo nível de engajamento.

Deixe uma resposta