Insegurança no Terminal Rodoviário de Londrina

A sensação que algumas pessoas comentaram com este blog, de falta de segurança no Terminal Rodoviário de Londrina, e sim, presenciada por este blogueiro em algumas oportunidades, é confirmada por mais uma boa matéria do jornal Nosso Dia.

Veja:

A segurança foi embora do Terminal Rodoviário de Londrina. Segundo funcionários e passageiros, desde que a Guarda Municipal (GM) deixou de atender fixamente no local, usuários de drogas passaram a coagir as pessoas no interior do terminal. Cenas de ameça e violência são registradas. Lixo, armas brancas e cachimbos para o consumo de crack são apreendidos e encontrados com frequência no espaço. O medo desembarcou de vez por ali. De acordo com Doriedson Pinho, supervisor do terminal, passageiros e trabalhadores são coagidos diariamente por usuários de drogas e moradores de rua, que pedem e exigem dinheiro. “Precisamos de segurança 24 horas. Além do incomodo, no último mês uma idosa foi assaltada e agredida no banheiro após se negar a dar dinheiro. O caso aconteceu no banheiro do terminal”, revela. (leia mais)

3 thoughts on “Insegurança no Terminal Rodoviário de Londrina

  • 26/07/2017, 11:17 em 11:17
    Permalink

    sr. prefeito, bora privatizar esse terminal? ele tem tdo pra ser reformado e melhor aproveitado

    Resposta
  • 26/07/2017, 15:04 em 15:04
    Permalink

    Para que serve a GM sem vontade ou capacidade política? Espaços públicos de Londrina estão tomados por desocupados, bêbados e viciados. Basta ver a praça na esquina da Tiradentes com a Maringá. E ninguém faz nada. Talvez sob a pálida desculpa de que se trata de um problema “social” a imenbsa maioria da população é privada de tais espaços.

    Resposta
  • 26/07/2017, 19:21 em 19:21
    Permalink

    Constituição federal:
    Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos:

    § 8º Os Municípios poderão constituir guardas municipais destinadas à proteção de seus bens, serviços e instalações, conforme dispuser a lei.

    Se quem faz a segurança da câmara e da prefeitura é terceirizado, do terminal só Jesus, que diabos faz a guarda?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: