Médico é condenado por cobrar cirurgia do SUS

A 5ª Vara Criminal de Londrina condenou médico, cuja identidade foi preservada, a pena de dois anos de prisão em regime aberto, pelo crime de corrupção passiva. Em 2006, médico e o sócio teriam cobrado R$ 2,8 mil por uma videocirurgia gástrica.  O médico teve a pena substituída pelo pagamento de 50 salários mínimos à uma instituição carente, além de prestação de serviços à comunidade durante dois anos. A paciente morreu em dezembro, após três intervenções cirúrgicas devido às complicações hemorrágicas e refluxo. Eis as iniciais do médico C.T.F.S.

Deixe uma resposta