Momento diarreico no Palácio Iguaçu

Do Cícero Cattani

A tensão durante a coletiva da Força Tarefa da Lava Jato chegou às alturas no Iguaçu e arredores quando o delegado Renato Silva Rodrigues começou a ler a relação de comprovantes e destinatários do dinheiro da Odebrecht.

Antes,  uma nota publicada pelo Reinaldo Jardim, no O Globo, começou a circular pelos gabinetes e contribuiu para o aumento do nervosismo:

O ministro João Otávio Noronha, do STJ, vai divulgar nos próximos dias o cronograma de depoimentos a serem colhidos no inquérito que investiga se a campanha de 2014 do tucano Beto Richa  recebeu dinheiro de empresas com dívidas tributárias no Paraná em troca de anistiá-las.

Serão ouvidos os delatores do esquema, Luiz Antônio de Souza e Rosângela de Souza Semprebom, além dos donos das empresas supostamente envolvidas.

Haja coração e idas ao banheiro.

Um comentário em “Momento diarreico no Palácio Iguaçu

  • 23/03/2016, 00:14 em 00:14
    Permalink

    Consórcio Odebrecht Tranport …obra de maid de 3,5 bilhões…500 mil para campanha de Beto Richa…kkkkk

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: