“O cara” e a cara do prefeito contador de causos

O prefeito Kireeff, em sua versão contador de causos, mais uma vez “devaneou” eu seu discurso no aniversário da Caapsml.

Disse ele que viajou muito pelos sertões brasileiros ao som de “Boiadeiro”, cantada pelo coral Tempos Dourados em homenagem ao 58º aniversário da Caapsml. Lembrou de uma picada de cobra peçonhenta quando andava pelas estradas de terra e dos mais de 5 quilômetros a serem caminhados até o cavalo que o levaria para o atendimento. “Não tive medo de morrer e entendi que havia conquistado o equilíbrio, a tranquilidade para toda e qualquer decisão, perfil que tem me ajudado muito à frente da prefeitura”, disse o contador de história Kireeff.

A cobra morreu?

Bem…. o prefeito passou para vários outros temas sem concluir o desfecho de tão emocionante história e já ia se despedindo quando um aposentado questionou: e a cobra, morreu prefeito?

Kireeff concluiu então seu “causo”: olha só posso dizer que 45 dias depois voltei no mesmo local e matei a cobra. Se a cobra estava esperando; se era a mesma e se foi mesmo assim….vamos ficar sem saber.

2 comentários em ““O cara” e a cara do prefeito contador de causos

  • 14/11/2014, 16:22 em 16:22
    Permalink

    Que o Kibleff é um engôdo eu ja sabia,mas contador de mentiras????

    Resposta
  • 14/11/2014, 20:37 em 20:37
    Permalink

    Que revelação! Quem poderia imaginar que, debaixo dessa aparência de almofadinha feicebuqueiro, reside um matuto, um quase Jeca Tatu!?! Se bem que, no caso do IPTU, o prefeito está mesmo é pra Pedro Malasartes…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: