Possibilidade de cassação de prefeito, esquenta o clima na Câmara de Rolândia

A possibilidade real do prefeito de Rolândia, Johnny Lemann, ter o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral, deu início a uma “guerra” na Câmara de Vereadores da cidade. A relatora do processo de Lehmann, a ministra Maria Thereza de Assis Moura, já pediu data para julgamento do caso que pode acontecer ainda esta semana.

Se Lehmann for cassado, assume a prefeitura o atual presidente da Câmara, José de Paula.

Mas o próprio José de Paula está num embate árduo com a ex-presidente da Casa, Sabine Giesen, que foi vice-prefeita no primeiro mandato de Lehmann. Ela quer destituir o presidente da Câmara e a Mesa Diretora.

O imbróglio começou quando um vereador pediu ao presidente José de Paula para fazer parte de uma Comissão Permanente. Conforme a Lei Orgânica da Câmara, cabe à Mesa Diretiva definir os nomes dos integrantes das Comissões respeitando a representatividade de cada partido.

José de Paula negou o pedido do vereador.

Sabine Giesen, ingressou com um pedido de abertura de uma Comissão Especial de Inquérito para investigar se houve abuso de poder por parte do atual presidente. Porém, um dos vereadores que assinara o pedido de CEI retirou sua assinatura. E a Mesa Diretiva entendeu, orientada pela Assessoria Jurídica, que não deveria ler o pedido de CEI- primeiro passo para que ela pudesse ser aberta – em Plenário.

Sabine Giensen, inconformada, entrou com uma ação na Justiça pedindo uma liminar para que o solicitação da CEI fosse lida em Plenário. Mas o juiz do caso entendeu que quem deve decidir se o pedido de CEI será lido ou não é o Plenário. A discussão deve acontecer na sessão de hoje da Câmara ou no mais tardar na próxima segunda-feira.

 

 

Um comentário em “Possibilidade de cassação de prefeito, esquenta o clima na Câmara de Rolândia

  • 06/04/2015, 15:17 em 15:17
    Permalink

    A Sabine foi vice do Joni, cúmplice-omissa de todas as irregularidades que ocorreram na gestão passada. Para segurar as broncas, o grupo de Joni colocou Sabine na presidência da Câmara. Teve um desempenho tão fraco que as nomeações da Câmara eram feitas por ordem do Joni e o seu sombra, Nilo Marques. Uma vergonha!

    Resposta
  • 06/04/2015, 15:20 em 15:20
    Permalink

    Ao lado do saudoso Fábio Nogaroto, Zé de Paula sempre combateu a corrupção. Joni e Sabine morrem de medo de Zé de Paula assumir a prefeitura e fazer uma ampla devassa na caixa preta do Executivo. Por isso, fazem todo tipo de manobra para tirá-lo da presidência da Câmara.

    Resposta
  • 08/04/2015, 10:00 em 10:00
    Permalink

    A Sabine quando vice prefeita só queria saber de viajar e quando presidente da câmara foi uma decepção completa. Me contaram que o diretor da casa chamou Sabine várias vezes para conversar e pedir para que ela cumprisse expediente e ela nunca fez isso. Até a fel escudeira dela a Iris Soraia procuradora da casa conversou com ela pedindo pra ela trabalhar e nada resolveu. A gente sempre foi atendido pelo João Ardigo porque a Sabine nunca estava na câmara.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: