Prefeitos atingidos pelo decreto não tem a mesma opinião

Pensa num troço confuso.

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, ainda não disse o que fará com relação ao decreto do Governo do Paraná que prevê o fechamento das atividades empresariais – com exceção dos serviços essenciais – por 14 dias no Estado. Até este momento 23h03, nada de decisão. E isso tem provocado uma insegurança para o comércio que está em dúvida se deve ou não funcionar nesta quarta-feira.

O prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos anunciou no final da tarde que irá recorrer do decreto.

“Entendemos que este decreto, momentaneamente traz um prejuízo. Nós já passamos por esta fase, a justiça já nos questionou e esclarecemos. Respeito a decisão do governo por saber que são muitas as informações, mas nós, cascavelenses, estamos no caminho certo e até quinta-feira vamos apresentar nosso plano, nossa planilha, que prova que Cascavel pode ficar fora deste decreto do Estado”, disse ele em sua rede social.

Foz do Iguaçu decidiu acatar a decisão do governador.

Já Cornélio Procópio manterá o comércio funcionando amanhã.

Toledo também vai manter funcionando até quinta, para só aí informar o que fará.

Deixe uma resposta