Processo de Vargas vai a Moro em 2015

Algoz Parlamentares citados em escutas e delações da Lava Jato que não se elegeram em outubro terão seus processos remetidos ao juiz federal Sérgio Moro, no Paraná, e não ao Supremo.

Sem foro É o caso do petista Candido Vaccarezza (SP) e do ex-petista André Vargas (PR). Durante a campanha eleitoral, o PT atacou Moro pela divulgação de depoimentos que ligavam o partido ao escândalo de corrupção.

da coluna Painel, na Folha

Um comentário em “Processo de Vargas vai a Moro em 2015

  • 29/11/2014, 21:04 em 21:04
    Permalink

    Assim é constitucional. Não tem foro especial, começa a ser julgado na primeira instância. Bem diferente dos tempos (tenebrosos) do Joaquim Barbosa quando era recusado o direito constitucional do acusado ao julgamento em, pelo menos, duas instâncias. Por isso que a justiça italiana não vai entregar o Pizzollato ao Brasil.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: