Também no Paraná, o clone do Homem de Monbaça

Para que o presidente da Assembleia do Paraná pudesse sentar na cadeira de governador do Paraná, fizeram uma viagem dupla – Beto Richa para China e Rússia e Cida Borghetti para a Itália, onde possui a chamada dupla cidadania, já que é eleita consiglieri dos oriundi do Sul do Brasil (uma jogada do governo italiano para fazer eles trabalharem de graça pelo país de origem).

E quem fica no lugar? Ademar Luiz Traiano (o Kiko), ex membro do partido de Fernando Collor, hoje presidindo o PSDB do Paraná. Com 63 anos ele chega e já avisa que vai viajar com os secretários estaduais – numa clara demonstração de que repetirá o estilo Mombaça de Paes de Andrade – aquele que pegou o Boeing presidencial e foi para a cidade natal no Ceará.

Com certeza ele fará duas visitas – à cidade que nasceu – Francisco Beltrão e aquela em que foi prefeito e tem uma facção de jeans – Santo Antonio do Sudoeste. Fica a aposta. E para quem não sabe – o jeito azedo dele é característica de quem chupou apepu (um cítrico azedíssimo que os jesuítas trouxeram na época dos guaranis e se espalhou pela região fronteiriça).

Deixe uma resposta