Tchelo Caramori quer indenização trabalhista e por dano moral

Essa é do Lino Ramos/Bicho Pau.

O fotógrafo Marcelo Caramori quer pedir uma indenização trabalhista e por danos morais contra o governo do Paraná. O valor do processo seria de R$ 100 mil. Ele era assessor em cargo comissionado  na Casa Civil  do Governo do Estado. E foi preso o ano passado acusado de envolvimento com uma rede de prostituição de adolescentes. Depois de solto foi preso novamente por suposta participação nos esquemas de corrupção na Receita Estadual. 

O fotógrafo reclama que não recebia horas extras, não teve férias completas, não tinha adicional noturno e usava o próprio carro nas atividades profissionais, quando gastava até R$ 2 mil do “próprio bolso”. E, além disso, o ex-assessor requer indenização por danos morais, porque se diz humilhado, aborrecido e magoado com as palavras que  o governador Beto Richa teria dirigido a ele, em um evento sobre a duplicação da PR-445. A defesa do ex-assessor diz que Caramori se encontra numa situação financeira difícil e de extrema pobreza.

7 thoughts on “Tchelo Caramori quer indenização trabalhista e por dano moral

  • 21/07/2016, 13:48 em 13:48
    Permalink

    Independente do que era o porque estava investigado ,trabalhou tem direito sim é mais a justiça trabalhista e para todos ..li em seu blog e na época o jornal de londrina na qual vc osti é o Jl publicaram sobre uma bronca que o desgovernador deu no funcionário em frente à várias pessoas ..vc noticiou esta matéria e com certeza a o direito sim de danos morais ..já que o mesmo era funcionário

    Resposta
  • 21/07/2016, 13:49 em 13:49
    Permalink

    Era tão alucinado pelo chefe que até tatuou o nome dele. Foi demitido depois de ruidoso escândalo. E agora reclama indenização. Nem Freud explica.

    Resposta
  • 21/07/2016, 13:50 em 13:50
    Permalink

    Caracas Cláudio ..tantas notícias aí bombando até da operação wondelmort ..vc vem publicar matérias sobre justiça trabalhista ..não gaste o espaço com algo que não repercuti mais ….agora aqui para nos engraçado é a justiça liberar algo que está sendo reclamado ..e lai

    Resposta
  • 21/07/2016, 13:54 em 13:54
    Permalink

    Não entendo a justiça uma ação em andamento vira notícia nada haver ..perca de tempo

    Resposta
  • 21/07/2016, 19:41 em 19:41
    Permalink

    Deixa eu contar uma historinha para vocês: na década de 80, lá pelos idos de 1987, 1988, um ex-policial militar aprontou tanto que acabou ouvindo o seguinte conselho de um oficial: “vai procurar outra profissão porque, se você continuar aprontando assim, vai acabar sendo preso”. Passados muitos anos, esse ex-policial militar, contando com a ajuda de “pessoas influentes” entrou com uma ação contra o Estado do Paraná dizendo que foi assediado moralmente e foi “obrigado” a pedir baixa das fileiras e requeria, com a ajuda das tais “pessoas influentes” a reintegração de suas funções com direito ao ressarcimento dos vencimentos atrasados. Feito isso começava a segunda parte de seu plano: do momento em que havia pedido baixa até o momento da reintegração já teriam decorridos 25 anos, prazo legal para que qualquer militar requeresse sua aposentadoria proporcional. Nosso personagem só não contava com uma coisa: um servidor público integro e honesto que em fim de carreira, não temia sofre retaliações e sanções de “pessoas influentes” e pôs por água abaixo a intenção de um homem que queria se aposentar no serviço público sem ter trabalhado um único dia nesses últimos 25 anos.
    Essa é uma história de ficção mas caso alguém conheça algum caso semelhante terá sido mera coincidência……… se bem que se procurar vai achar…….

    Resposta
  • 22/07/2016, 10:21 em 10:21
    Permalink

    É só uma ideia besta mas… Supondo que o delator tenha ainda mais coisas para delatar. Aí chega a turma do “deixa disso” e fala pro delator: “Deixa disso. Vamos fazer o seguinte: você entra com uma ação contra o Poder Público, a ação corre com uma contestação bem fraquinha ou, se ninguém ficar sabendo, o Poder Pública esquece de fazer a defesa e o juiz dá sua causa como vencida de cara”. Pois é, pode ser um belo prêmio pago com dinheiro público em troca de certo silêncio seletivo. Talvez tenha faltado combinar com os russos, no caso, com alguns jornalistas. Mas deve ser mesmo só uma ideia besta que me ocorreu. No Paraná isso nunca iria acontecer…

    Resposta
  • 22/07/2016, 20:16 em 20:16
    Permalink

    Ricardão, Ricardão……… sabe muito sobre ficção…..!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: