Tudo igual

Do Zé Beto
(de Rogério Distéfano)

O Supremo esquece os processos contra os políticos; o ministro Toffoli tira de pauta processo contra Renan Calheiros quando a matéria estava decidida, seu voto e o seguinte não fariam diferença.

O TJ do Paraná finalmente desencantou o processo contra o deputado Nelson Justus (menos mal que o Paraná ganhou, pois o deputado exerce brilhante presidência da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da assembleia legislativa – sic).

O TJ nos deve, ainda nos quatro anos de mandato do governador Beto Richa, a decisão sobre Ezequias Moreira, que desfruta de foro privilegiado criado para ele contra expressa e recente jurisprudência do Supremo dada no caso de – pasmem! – Lula.

Deixe uma resposta