Vereadores ganham o direito de passearem sem as pulseiras de tornozelo

Mas se a ex-promotora do Meio Ambiente Solange Vicentin vai dormir com insônia hoje por ter os bens bloqueados pela Justiça, os vereadores Rony Alves (PTB) e Mário Takahashi (PV), por decisão da 2ª Vara Criminal estão autorizados a não mais usarem as pulseiras de tornozelo.

Ambos, afastados da Câmara de Vereadores, são acusados pelo Ministério Público de participarem de um esquema para receber dinheiro ilícito em troca de mudanças de zoneamento na cidade

3 comentários em “Vereadores ganham o direito de passearem sem as pulseiras de tornozelo

  • 24/04/2018, 18:38 em 18:38
    Permalink

    Navalha de Hanlon é uma frase epónima que diz:

    “Nunca atribua à malícia/maldade o que pode ser adequadamente explicado pela estupidez.”

    Resposta
  • 24/04/2018, 21:15 em 21:15
    Permalink

    A segunda fase da ZR3 causa expectativa em quem pede o fim da impunidade. É preciso seguir o rastro do dinheiro, diz um galo que cacareja lá na praça primeiro de maio. Alô, alo autoridades….

    Resposta
  • 24/04/2018, 21:35 em 21:35
    Permalink

    perderam o monitoramento espero que não percam a vergonha na cara e nunca mais cploquem a fuça numa função publica, vergonha das grandes estes aprendizes de gatunos.l……esta solange não era a mulher de aço, que combatia o crime que vergonha …..junto com o cara da kurica…..e agora nos temos razão em afirmar toda esta arapuca armada.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: