Os caminhos da malandragem 2. Veja outros casos

Só para ilustrar, em Foz do Iguaçu, em 2015 a polícia prendeu o secretário municipal de Tecnologia da Informação Melquizedeque Correa Souza, e outros três jaguaras por supostas fraudes no recolhimento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). Segundo o delegado do Gaeco Marcos Araguari, “o secretário de Tecnologia da Informação tinha o poder de administrar o banco de dados da Secretaria de Fazenda e há indicativos técnicos apurados de que ele teve condições práticas para isso e de que ele próprio fazia as alterações para reduzir o valor dos imóveis e consequentemente dos impostos”. (leia mais)

Em outro caso, ocorrido em Varzea Grande, no Mato Grosso, a delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) indiciou nove pessoas na Operação Pérfido. Conforme as investigações, os empresários e servidores da Secretaria de Gestão Fazendária burlavam o sistema de bancos de dados da gestão tributária para reduzir, dar baixa ou cancelar indevidamente créditos tributários, prejudicando a arrecadação do município. (leia mais)

 

Um comentário em “Os caminhos da malandragem 2. Veja outros casos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: