Bolsonaro x Lula : Por que, a cada ano que passa, os políticos ficam tão grosseiros?

, , , , , ,

Bolsonaro: ordem unida para manter o eleitor pilhado em busca da reeleição

Não se engane. As atitudes de Jair Messias Bolsonaro são para manter o seu eleitor unido contra todos os “adversários” – leia-se aqui políticos, instituições, eleitores de outros candidatos e fantasmas à granel.

A meta é chegar com alguma gordura em 2022 – se nada acontecer antes neste caminho.

, , , , , , , , ,

Estamos voltando ao tribalismo? Somos manada?

Tribalismo, efeito manada.. muita gente tem ouvido falar destes termos nos últimos anos no Brasil. E com razão e preocupação.

Veja o que pensam os nossos convidados do quadro Filosofando:

, , , , , , , , , , , ,

Liberdade de Expressão e Liberdade de Imprensa: um debate que você não pode deixar de ver

Liberdade de Expressão e Liberdade de Imprensa.

Este é o tema do debate com os professores Alvaro Ferreira e o psicólogo e doutor Amador Batista. Por que as discussões estão tão acirradas e tão rasas?

Qual a influência da internet neste novo momento do País?

Veja o debate no canal do blog, comente e compartilhe.

, , , , , , , , , ,

Fundador do PT de Londrina pede desfiliação do partido

Osvaldo Lima, no lançamento de seu livro sobre Administração de Condomínios

O primeiro candidato do PT à prefeitura de Londrina, lá em 1982, o contador e empresário Osvaldo Lima, pediu a desfiliação do partido e deve filiar-se a outra sigla.

Lima fundou o PT de Londrina, Jaguapitã, Astorga e Cornélio Procópio e do diretório do Paraná, além de ter participado da primeira pre-convenção nacional do partido. (mais…)

, , , , ,

Facebook censura patrocínio à Marcha da Fake News

Das curiosidades do Facebook.

A rede social vetou o patrocínio do clip da Marcha da FakeNews, marchinha de carnaval bem humorada e crítica, de autoria do jornalista e compositor Marquinho Gomes.

Veja o que diz o Face:

Este anúncio não está sendo veiculado porque inclui uma imagem ou vídeo mostrando pessoas em atos sexuais implícitos ou sedutores (por exemplo, despindo-se, dançando de forma provocativa etc.). Este tipo de material caracteriza-se como conteúdo sensível…
… O que fazer agora: remova as imagens ou vídeos sexualmente sugestivos ou que contenham nudez.

Veja o clip e encontre onde estão estas cenas impróprias.

Se você encontrar alguma cena que seja pornográfica, imprópria, que ofenda a dignidade do ser humano, da família ou da propriedade, deixe seu comentário falando sobre a cena.

 

, , , , , , , , ,

Papo Reto: Um ano de Bolsonaro. Como foi pra você? Deixe seu comentário

, , , , , , , , ,

Empresa de “Lulinha”, filho de Lula, é um dos alvos

com O Globo

Na operação de hoje um dos alvos principais é a empresa do filho do ex-presidente Lula, Fábio Luiz Lula da Silva, conhecido como Lulinha, A PF e o Ministério Público Federal (MPF) investigam pagamentos suspeitos de R$ 132 milhões da Oi para empresas dele. do ex-presidente Lula, Fabio Luis Lula da Silva, o Lulinha. (mais…)

, , , , ,

Papo Reto… ou Torto: Toffoli, o Imperador do Brasil?

, , , , , , ,

Lula Livre, ou Lula Solto? Veja o Papo Reto.. ou Torto

Hoje o blog estreia a coluna Papo Reto… ou Torto.

A ideia é fazer dois ou mais comentários semanais no canal do blog no youtube (INSCREVA-SE AQUI).

O primeiro tema é LULA LIVRE OU LULA SOLTO?

Como o leitor já está acostumado, o espaço é democrático portanto, deixe comentário, dê sua opinião e vamos bombar a bagaça.

E compartilhe com os amigos, e inimigos também.

 

, , , , , ,

Justiça prepara alvará de soltura de Lula

(Paulo Whitaker/Reuters)

do G1

O juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Criminal Federal de Curitiba, aceitou nesta sexta-feira (8) o pedido da defesa do ex-presidente do República Luiz Inácio Lula da Silva e o autorizou a deixar a prisão.

Condenado em duas instâncias no caso do triplex, Lula ficou 1 ano e 7 meses preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) de Curitiba. Agora, ele terá o direito de recorrer em liberdade e só vai voltar a cumprir a pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias após o trânsito em julgado. (mais…)

, , ,

Moro defende que Congresso mude a lei para prisão em segunda instância

Sérgio Moro – Pedro França/Agência Senado

da Veja

O ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmou em nota emitida nesta sexta-feira, 8, que o Congresso pode alterar a Constituição e determinar novamente as prisões após condenação em segunda instância. O posicionamento do ex-juiz da Operação Lava Jato ocorre um dia após maioria do plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) decidir que a execução da pena deve ocorrer somente após o trânsito em julgado, quando não cabe mais recursos da defesa. (mais…)

, ,