O PSOL critica os partidos tradicionais e propõe um novo modelo de gestão para o Paraná

Nascido em Cianorte, vereador em Almirante Tamandaré, o candidato do Psol ao governo do Paraná, Professor Piva, critica a forma como vem sendo conduzida administração do Estado e propõe um novo modelo de gestão.

, , , , , , , , , , , , , ,

Osmar Dias joga a toalha e diz que não vai participar mais desta eleição

COMUNICADO AOS PARANAENSES

Reorganizar o Estado, acabar com o loteamento de cargos, romper com um modelo de governo em que impera o compadrio, a nomeação de pessoas sem qualificação, sem capacidade, libertá-lo dos vícios do patrimonialismo e combater com rigor a corrupção que contaminou as instituições públicas, recuperando o respeito e a confiança da população nas autoridades.
Coragem e determinação para isso foi o que demonstrei em toda minha caminhada.
Durante meses a fio lutei incansavelmente para construir uma frente política que não me deixasse só numa batalha desejada por toda a sociedade.
Encontrei muita gente, nas ruas e nas estradas, sintonizadas com essas ideias, exigindo que as mudanças sejam feitas para não permitirmos que o Paraná e o Brasil sejam empurrados para uma crise ainda mais profunda.
Mas percebi que o sistema político sem reformas não aceita na prática o discurso de mudança que todos os políticos pregam em época de eleição.
Por ingenuidade ou excesso de confiança acreditei que como eu os políticos de todos os partidos haviam compreendido o momento grave que estamos vivendo.
Não cedo jamais em valores e princípios. Aceito discutir e construir alianças políticas que sejam para atender o interesse público. Mas não negocio com o interesse público, não faço acertos perniciosos à sociedade para contemplar pessoas ou grupos políticos que não medem consequências nem custos para ter o poder e repartir suas benesses com amigos e parentes.
Não agrido minha consciência em troca de tempo de TV, ou de apoio com base em barganhas escusas ou apoios hipócritas.
Política não pode ser um jogo dominado por sentimentos e paixões negativas como vaidade, inveja, pensamento medíocre.
Não aceito fazer parte disso!
Prefiro preservar minha história de trabalho e ter dignidade e respeito à minha família e amigos e às pessoas que verdadeiramente gostam e acreditam em mim.
Por isso, comunico que não disputarei as eleições em 2018.
Peço a compreensão e o apoio a essa difícil decisão que é definitiva.
Agradeço sinceramente o carinho que sempre recebi dos paranaenses e, peço que Deus nos conceda suas bênçãos para que tenhamos um futuro melhor para o nosso Paraná.

Osmar Dias

, , , , , , ,

Ratinho também não define vice. Mas diz que vai cortar 50% das secretarias

O candidato ao governo do Paraná, Ratinho Junior, durante a convenção do PSD que está acontecendo em Curitiba, no Paraná Clube, também deu uma vasilinada com relação ao nome do candidato a vice. Disse que há vários nomes, etc, etc. Também não definiu chapa para o Senado e nem firmou apoio a Beto Richa.

De novo afirmou que vai reduzir pela metade o número de secretarias e que tentará sentar com os representantes dos sindicatos dos servidores já nos primeiros dias para criar um plano de ação para quatro anos.

Ouça um pouco da entrevista coletiva que ele concedeu antes do início da convenção.

, , , , , , , , , , ,

Cida/Barros e a hora do teste de fidelidade

A farra protagonizada pela governadora Cida Barros e pelo maridão o deputado Ricardo Barros, para tentar bombar a candidatura dela, teoricamente, mas só teoricamente, foi reduzida a partir do fim de semana. (mais…)

, , , , ,

Revista Isto É joga uma bomba no colo de Beto Richa e de seu assessor Deonilson Roldo

da Isto É

Ao renunciar ao governo do Paraná para disputar uma vaga no Senado, o tucano Beto Richa perdeu o foro
privilegiado, e como consequência imediata, um dos inquéritos da Lava Jato contra ele foi parar nas
mãos do juiz Sergio Moro. Na semana passada, o Superior Tribunal de Justiça enviou à primeira
instância a investigação que apura se a campanha à reeleição de Richa em 2014 recebeu R$ 2,5 milhões
da Odebrecht via caixa 2. Áudios que estão em poder do Ministério Público Federal, e obtidos com
exclusividade por ISTOÉ, complicam ainda mais a situação do ex-governador. (mais…)

, , , ,

Pré candidato ao Governo, Ratinho Jr diz que tá na hora de mudar quase tudo no PR

, , , , , , , , , , , , , ,

Ratinho Júnior e a Campanha ostentação

Nada como ter dinheiro, apoiadores e AVIÂO.

Em pré-campanha (os adversários dizem que é muito mais do que uma pré-campanha) para o governo do Paraná, o deputado estadual Ratinho Junior passa muito tempo no ar, literalmente.

Abaixo um video que circula nas redes sociais mostrando Ratinho Jr, Guto Silva e um outro personagem Tiago (não dá para identificar quem seja) se descolando para Campo Mourão.

É a pré-campanha Ostentação.

, , , , , , ,

“O Urtigão nunca entrou na toca”

“Eu fiquei sete anos em paz fora da política. Agora, que estou de volta, a situação é a seguinte: quando você tem defeito, as pessoas aumentam; se você não tem defeito, as pessoas inventam. Mas acho que a política tem que mudar. Eu estou sendo bem recebido nos lugares que eu vou. Na verdade, eu tenho caminhado pouco porque tenho que ir de carro, eu não tenho helicóptero, eu não tenho cargo no governo. Até disseram: o Urtigão saiu da toca. Na verdade, o Urtigão nunca entrou na toca, eu estou sempre à disposição. A minha dúvida para o próximo pleito é a mesma dos eleitores. Eu não tinha facebook, instagram e nada disso. Agora, tem movimentos que estão surgindo que não estão muito claros. Se me perguntar como serão as eleições do ano que vem eu não saberei dizer, para mim ainda é uma incógnita.”

Osmar Dias, em entrevista ao jornalista Guilherme Marconi, da Folha de Londrina

, , , , , ,

O Plano B de Álvaro Dias

Informar o poderoso blog do Fernando Tupan que o senador botoxmizado Álvaro Dias tem um plano B caso sua candidatura à presidência não decole.

Ele estaria disposto a concorrer ao governo do Paraná. Neste caso o irmãozão Osmar Dias iria disputar o Senado.

, , , , ,

Marcelo Belinati, o Amigo da Onça

Criado por Péricles de Andrade Maranhão lá na década de 1940, o Amigo da Onça se tornou um personagem muito popular nos quadrinhos da época.

Hoje no Palácio Iguaçu, em Curitiba, alguns dos mais próximos do governador Beto Richa, assim estavam tratando o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati.

Leitores que são deste modesto, mas nem tanto, blog, ficaram sabendo que Belinati quer jogar no colo do governador a solução para o problema da Sercomtel.

Ou seja, colocando boa parte da cidade na expectativa de que o londrinense ilustre – sim Richa nasceu em Londrina – resolva com uma canetada, o grave e quase insolúvel problema da empresa.

Na reunião de ontem, com vários representantes de entidades de classe e empresariais, Belinati disse claramente que a solução é Richa.

Amigaço da Onça.

 

, , ,

Delator diz que encontrou-se com Richa para discutir Caixa 2

Richa e Traiano – Bons Companheios
foto Carta Capital

Do blog do Fernando Tupan

O dono da Construtora Valor, Eduardo Lopes de Souza, afirmou aos procuradores do Ministério Público Federal (MPF) que o então diretor da Secretaria de Educação (Seed) Maurício Fanini participou de uma reunião na casa do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), 45 dias antes da eleição de 2014, para discutir caixa dois. O G1 e a RPC Curitiba tiveram acesso à delação premiada firmada pelo empresário com o Ministério Público Federal (MPF), que ainda precisa ser homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O atual presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Ademar Traiano (PSDB), também participou do encontro, afirma o empresário. Eduardo Souza é investigado por fraudes em licitações na construção de escolas do estado. Ele é investigado por fraudes em licitações na construção de escolas do Paraná que chegam a R$ 20 milhões. As informações são do G1. Paraná

(mais…)

, , , , ,