Volta da CPMF, mais uma sangria o bolso do contribuinte

Há sinais de que o governo está articulando a volta da famigerada Contribuição Provisória Sobre Movimentações Financeiras, a CPMF.

O tema foi abordado pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro,  durante o 5º Congresso do PT realizado no final de semana na Bahia. Chioro diz que seria uma CPMF diferente da anterior. Segundo disse a jornalistas, a ideia seria que a contribuição atingisse apenas as grandes fortunas, livrando os pobres e a classe média.

Por sua vez o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou a jornalistas que a CPMF não está sendo cogitada.

Dois ministros do governo de Dilma Rousseff falando sobre o mesmo tema, mas com opiniões, aparentemente, diferentes.

Quando falo aparentemente é porque mesmo negado por setores do governo, o tema está sim sendo discutido e pode em breve seguir como projeto de lei para a Câmara. Se a presidente Dilma realmente quisesse encerrar o assunto, pediria para que seu ministro da Saúde parasse de falar em CPMF ou negasse. Mas não é o que a gente percebe. Desde o primeiro mandato, Dilma Rousseff quer reavivar a CPMF para engordar ainda mais o caixa do governo.

Não se vê iniciativas sérias da presidente Dilma, como por exemplo, reduzir cargos comissionados, reduzir despesas desnecessárias, enxugar a máquina pública e dar mais eficiência a ela.

Nada disso. Falta dinheiro na conta do governo? O remédio deles é aumentar impostos, criar contribuições, etc. Economizar ou buscar a eficiência, parece ser um sacrilégio.

O fato é que as entidades empresariais precisam ficar atentas. Temos o dever de conversar com os parlamentares que representam nosso estado para que ajudem a barrar essa iniciativa. Os políticos são eleitos para trabalhar por nós, e não o contrário.

Temos que fazê-los entender que mais tributos significam mais sacrifício das empresas, da população.

Tudo tem limites, e este governo já passou há muito tempo.

Valter Orsi

Presidente do Sindimetal Londrina

Um comentário em “Volta da CPMF, mais uma sangria o bolso do contribuinte

  • 15/06/2015, 13:04 em 13:04
    Permalink

    Se não houver desvio, é o imposto mais justo de todos os que existem. Mas os ricaços morrem de medo da CPMF. Através da CPMF, a Receita Federal pode descobrir quem está sonegando. O burguesão movimenta milhões mas declara migalhas ao Imposto de Renda. Volta CPMF para desespero dos sonegadores!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: