A “muderna” política do Paraná

Das curiosidades dessa política “muderna” tupiniquim.

O portal Plural conta que o filho mais novo do ex-governador Beto Richa foi nomeado em cargo comissionado na Assembleia. Segundo o jornalista Rogério Galindo, o  cargo tem salário de R$ 18,7 mil, mas com os benefícios o valor bruto em janeiro foi de R$ 19,7. Depois dos descontos, Rodrigo recebeu, segundo o Portal da Transparência da Alep, R$ 14,9 mil.

O caçula de Beto Richa, que tem 25 anos, está lotado na Primeira Secretaria.

E aí vem a curiosidade: a nomeação teve o dedo do amigo de Beto Richa, o deputado Luiz Cláudio Romanelli que lidera a frente parlamentar contra o Pedágio.

Em tempo, como foi denunciado pelo Ministério Público Federal, Beto Richa foi um dos beneficiários dos esquemões do pedágio. A Procuradoria Federal afirma que o tucano recebeu ao menos R$ 2,7 milhões em propinas pagas em espécie por concessionárias de pedágio no Paraná e outras empresas que mantinham negociações com o governo.

4 thoughts on “A “muderna” política do Paraná

  • 17/02/2021, 15:05 em 15:05
    Permalink

    As audiências Públicas realizadas no Paraná, tem zero chance de mudar nosso destino de ter pedágio mais caro nos próximos anos. Na realidade, esta servindo de vitrine, ou propaganda eleitoral antecipada dos deputados que defend4m um pedágio justo., mas justo um destes deputados nomeou o filho do Beto Richa na ALP com salário de 19 paia, E até as nuvens sabem das propinas do governo anterior recebeu das concessionárias. Caras de pau, que não podem ser reeleitos na próxima eleição.

    Resposta
  • 17/02/2021, 18:10 em 18:10
    Permalink

    Longe de mim querer jogar lenha na fogueira, o Romanelli nomeou o filho do Beto Richa em agosto de 2020 e só agora ficamos sabendo? Será que os Diários Secretos da ALEP ( da obra prima de reportagem da RPC) continuam em vigor???

    Resposta
  • 17/02/2021, 22:26 em 22:26
    Permalink

    Será que temos parlamentares que de dia jogam pra agradar a patuleia nessas audiências públicas e, de noite, com os candidatos a donos do pedágio? Afinal de contas, quem arrecada tem muito mais grana pra doar pra campanha eleitoral do que os eleitores que só têm o voto mesmo.

    Resposta
  • 17/02/2021, 22:28 em 22:28
    Permalink

    Além de tudo, quem vai decidir sobre o pedágio no Paraná serão somente duas pessoas: Ratinho e Bolsonaro. Alguém duvida? Coloquei só Ratinho de propósito, taoquei?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: