Petrobras vende unidade de produção de Xisto no Paraná

Fernando Frazão, agência Brasil

A Petrobras firmou, ontem, contrato com a empresa Forbes & Manhattan Resources Inc. (F&M Resources), contrato para venda da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), no Paraná, pelo valor de R$ 178,8 milhões (US$ 33 milhões). É a terceira das oito unidades de refino da Petrobras em processo de venda. Em março, foi assinado o contrato de venda da Refinaria Landulpho Alves (RLAM), na Bahia, e, em agosto, o contrato de venda da Refinaria Isaac Sabbá (Reman), no Amazonas.

O processo de desinvestimento da SIX, aprovado pelo Conselho de Administração da Petrobras nesta data, seguiu rigorosamente a sistemática aprovada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). O projeto de desinvestimento da refinaria foi aprovado em todas as instâncias da governança corporativa da companhia.

O diretor de Refino da Petrobras, Rodrigo Costa, disse que a operação fortalece a estratégia de reposicionamento da atividade de refino na Petrobras. “Trata-se de um passo importante no cumprimento do compromisso que firmamos com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), pois este é o terceiro contrato de venda de unidades do refino que assinamos em 2021. A Petrobras está focada e trabalhando para estar entre as melhores refinadoras do mundo, em eficiência, qualidade dos produtos e desempenho de suas operações”, afirmou.

Quando forem concluídos os processos de desinvestimento das três unidades de refino cujos contratos de venda já foram assinados (RLAM, Reman e SIX), a Petrobras responderá por cerca de 50% do abastecimento do mercado de combustíveis no país. Além da Petrobras e dos novos operadores dessas refinarias, o mercado também é suprido por importadores e produtores de biocombustíveis.

Próximos passos

Após a conclusão da operação de venda, a Petrobras continuará operando a unidade por meio de um contrato de prestação de serviços por um período transitório, enquanto o comprador estrutura seus processos e monta suas equipes. Isso ocorrerá sob um acordo de prestação de serviços, evitando qualquer interrupção operacional.

Serão mantidas parcerias firmadas pela SIX com o município de São Mateus do Sul para o fornecimento de calxisto – utilizado na pavimentação de vias da cidade – e para a disposição de resíduos urbanos em áreas da unidade que já passaram por mineração.

Funcionários

Os empregados da Petrobras que decidirem permanecer na companhia poderão optar por transferência para outras áreas da empresa.

Outra possibilidade é a adesão ao Programa de Desligamento Voluntário, com pacote de benefícios. Segundo a companhia, nenhum empregado será demitido em decorrência da transferência do controle da SIX para o novo dono.

Da Agência Brasil

3 thoughts on “Petrobras vende unidade de produção de Xisto no Paraná

  • 12/11/2021, 10:45 em 10:45
    Permalink

    Daqui pra frente o consumidor de combustíveis fósseis estará nas mãos de um oligopólio. Preço de gasolina, diesel, gás e demais derivados de petróleo será ditado pelo mercado e atenderá aos interesses de acionistas dessas pouquíssimas empresas. O petróleo ainda será nosso mas o lucro será garantido para uns poucos privilegiados. Não é isso o que o povo quis ao eleger um governo neoliberal e entreguista? Quem estiver feliz com essa política econômica que reeleja o Bolsonaro ou vote no Moro, o amigão dos gringos.

    Resposta
  • 12/11/2021, 14:17 em 14:17
    Permalink

    https://epbr.com.br/petrobras-vende-a-six-por-us-33-milhoes-para-a-fm-resources/

    https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2021-11/petrobras-assina-contrato-de-venda-de-unidade-de-xisto-no-parana

    https://forbes.com.br/forbes-money/2021/10/petrobras-faz-acordo-para-pagar-r-559-milhoes-em-royalties-de-unidade-de-xisto/

    https://www.kincaid.com.br/grupo-forbes-manhattan-chega-com-tudo-no-brasil/

    Quem vendeu foi o General da Reserva Luna. Será ele um entreguista das riquezas nacionais?

    Em discurso, o ministro Silva e Luna ressaltou que a escolha dos aspirantes por dedicar-se ao serviço da Pátria enaltece a honra e a vida de cada um. “Vocês escolheram um tarefa hercúlea, defender o Brasil, um país continente, e dedicar-se inteiramente a ele. Isso é um corajoso propósito”, disse.
    As particularidades exigidas pela vida militar como a exigência de dedicação exclusiva e disponibilidade permanente foram outros pontos salientados por Silva e Luna. “Sabemos que a vida é feita de escolhas, todas as escolhas implicam renúncia. Quem não estiver preparado para renunciar ao irrelevante, não estará apto a conquistar o fundamental. Vocês resolveram, desde o início, superar obstáculos e superar-se”, destacou.

    https://www.gov.br/defesa/pt-br/centrais-de-conteudo/noticias/ultimas-noticias/ministro-silva-e-luna-participa-de-cerimonia-de-entrega-de-espadim-na-escola-naval
    ….
    três unidades de refino cujos contratos de venda já foram assinados (RLAM, Reman e SIX), a Petrobras responderá por cerca de 50% do abastecimento do mercado de combustíveis no país.
    General e Capitão no Comando

    Resposta
  • 13/11/2021, 11:41 em 11:41
    Permalink

    Uso de combustíveis fosseis tende a se extinguir ou minimizar e quem continuar usando sofrerá restrições econômicas, é difícil de entender isso? Para quem só sabe fazer oposição sim. Não é só o preço do petróleo e seus derivados que é regido pelo mercado, TUDO depende da lei da oferta e procura e isso é fundamento básico. Se o Brasil proibir a exportação de soja o que o débil acha que vai acontecer no mercado? Acionistas de pouquíssimas empresas? Nem vou me dar ao trabalho de comentar a fundo esse tema mas não posso deixar de fazer um questionamento: quantas ações da empresa brasileira o critico adquiriu durante sua reles existência? Nenhuma, tenho certeza e olha que só ontem a PETRO4 fechou com alta de 2.04% e o preço de uma cota é de só R$ 26,99. Sobre os poucos privilegiados é que eles investem, quer sejam brasileiros ou estrangeiros e se forem estrangeiros você tem que lamber os pés deles pois investem em empresas brasileiras enquanto gente como você só sabe parasitar o trabalho dos outros ou você não gosta de lucro fácil? Sobre a narrativa do petróleo ser nosso, dá uma passadinha no posto de combustíveis, encha o tanque e na hora da pagar manda descontar da parte do seu petróleo……….

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: